top of page
  • Foto do escritorEduardo Galiani

Gurman: iOS 17 terá lojas alternativas de aplicativos e novidades nos apps Buscar e Carteira

Segundo o leaker, a Apple estaria se preparando para abrir o iOS 17 para lojas de aplicativos de terceiros. No entanto, como o objetivo é cumprir os regulamentos da Lei dos Mercados Digitais da União Europeia (UE), o sideload será funcional apenas por lá.

Imagem: Reprodução/4K-SOFT

Em menos de dois meses a Apple anunciará sua próxima rodada de atualizações de software e, em meio a diversas novidades, está incluso o iOS 17. Rumores sobre o que esperar dessas atualizações, incluindo a possibilidade de o iOS 17 incluir suporte para aplicativos de sideload pela primeira vez, já estão borbulhando nas redes.


Entretanto, segundo um relatório feito por Mark Gurman, da Bloomberg, na última sexta-feira, os recursos de sideload não estarão disponíveis globalmente, mas apenas para usuários do iPhone na Europa. O iOS 17 também incluirá novos recursos para os aplicativos Carteira e Buscar. O jornalista teceu os comentários em uma aparição no podcast MacRumors.



A Bloomberg falou pela primeira vez sobre os planos da Apple de abrir o iPhone para lojas de aplicativos de terceiros em dezembro de 2022, dizendo que a empresa estava "dedicando uma quantidade significativa de recursos" ao empreendimento.


Isso não significa, entretanto, que a Maçã tenha mudado de opinião sobre permitir lojas de aplicativos de terceiros em seus aparelhos. A empresa ainda acredita firmemente que isso pode levar a problemas de segurança e privacidade. A razão para a mudança de atitude é apenas para cumprir os regulamentos iminentes da União Europeia, conhecidos como Lei dos Mercados Digitais (DMA).


Lei dos Mercados Digitais. Imagem: RootNation.

Por este motivo, Gurman acredita que a Apple implementará o sideload de maneira semelhante ao que fez quando foi forçada a fazer alterações na App Store em resposta a um caso antitruste na Holanda.


"Acho que será um recurso exclusivo da Europa. Eu acho que eles (Apple) não vão dar um tiro no pé e expandir isso globalmente se não precisarem. Se você se lembra, houve aquela mudança na Holanda em torno de aplicativos de namoro e a porcentagem lá. E, então, você tem que instalar um perfil especial, você tem que passar por algum tipo de filtro para fazer isso e estava muito fora do radar, então eu acho que eles vão empurrar mais nessa direção.
Eu ficaria um pouco surpreso se eles o anunciassem na WWDC e tornassem isso um recurso de destaque para o consumidor. Acho que eles querem minimizar isso o máximo possível. Eles não farão nada estranho que prejudique ainda mais seu controle sobre a App Store".

Ainda assim, o projeto tem sido um "grande empreendimento" dentro da Maçã, disse Gurman. Como ele relatou inicialmente em dezembro, o esforço exigiu o envolvimento de equipes de toda a empresa, incluindo jurídico, marketing e a própria equipe da App Store.


Quanto a como a gigante de Cupertino pode implementar o sideload na União Europeia, o analista especula que a empresa provavelmente cobrará dos desenvolvedores para fazer parte do programa e utilizará algum tipo de processo baseado em perfil de configuração. "Haverá algum tipo de processo de revisão, mesmo que esses aplicativos sejam instalados fora da App Store", disse.


Além dos recursos de sideload limitados geograficamente, Gurman também mencionou que o iOS 17 incluirá alterações no Buscar e na Carteira. Haverá também, segundo o The Wall Street Journal, um novo aplicativo de diário como parte do iOS 17 este ano.


Imagem/Conceito: 9to5Mac

Sobre os rumores acerca de uma Central de Controle redesenhada no iOS 17, o jornalista disse que não tem nada a compartilhar. Deve-se notar que o boato de uma Central de Controle redesenhada vem da mesma fonte anônima do MacRumors, cuja confiabilidade foi questionada pelo leaker.



Fontes: Bloomberg, MacRumors e 9to5Mac

23/4/2023 - 3h22

Comments


bottom of page