• Rafael de Angeli

Vazamentos sugerem chip A16 com 5 nanômetros, enquanto M2 deve saltar para 3nm

O chip "A16" para o iPhone 14 Pro será fabricado com o mesmo processo do A15 Bionic do iPhone 13, com a Apple economizando um salto de desempenho maior para o chip "M2" projetado para seus futuros Macs. Enquanto isso, a empresa está trabalhando em uma variante "final" do chip M1 que usa núcleos mais poderosos, de acordo com o leaker ShrimpApplePro.


Em um tópico no Twitter, ShrimpApplePro compartilhou informações de "uma fonte bastante confiável" que pretende revelar os planos da Apple para os próximos chips A16 e M2, bem como a variante "final" da família de chips M1.



"De uma fonte bastante confiável, mas pegue isso com um grande grão de MSG. A16 Bionic continuará a usar 5nm da TSMC N5P. Da lista que recebi da fonte 'TSMCFF5'. As atualizações são CPU ligeiramente melhor, RAM LPDDR5 e melhor GPU. (1/3)".

O A16 será baseado no processo de 5 nanômetros da TSMC, assim como os chips A14, A15 e M1. Notícias e rumores anteriores não foram claros sobre se o A16 será fabricado com o processo de 4nm mais avançado da TSMC, com uma informação ambígua do DigiTimes alegando que a Apple planeja usar o processo N4P de 4nm da TSMC, uma versão aprimorada de terceira geração do processo de 5nm. Por outro lado, ShrimpApplePro disse que o A16 usará o processo N5P da TSMC, sugerindo que pode ser uma atualização menos substancial do que se pensava anteriormente.



De acordo com as informações, as mudanças do A16 virão de pequenas melhorias na CPU, GPU e memória. Espelhando um comentário do analista (e leaker) Ming-Chi Kuo, ShrimpApplePro disse que o A16 contará especificamente com memória LPDDR 5, que é até 1,5 vezes mais rápida e até 30% mais eficiente em termos de energia do que a memória LPDDR 4X emparelhada com o chip A15 na linha iPhone 13.


O M2 aparentemente será o primeiro chip da Apple a dar o salto para o processo de 3nm da TSMC, pulando completamente os de 4nm. Acredita-se que o M2 seja o primeiro processador ARMv9 personalizado da Apple.


A Apple também está trabalhando no "SoC final da série M1", com núcleos atualizados. Os chips M1, M1 Pro, M1 Max e M1 Ultra usam núcleos "Icestorm" com eficiência energética e núcleos "Firestorm" de alto desempenho, assim como o chip A14 Bionic. A variante M1 final da Apple será supostamente baseada no A15 Bionic, com núcleos de eficiência energética "Blizzard" e núcleos de alto desempenho "Avalanche".


Este chip final da família M1 pode ser oferecido na próxima geração do Mac Pro, que a Apple revelou explicitamente no início deste ano. Atualmente, o chip mais poderoso da Maçã é o M1 Ultra, que é efetivamente uma versão duplicada do M1 Max com uma CPU de 20 núcleos e uma GPU de 64 núcleos. Para o primeiro Mac Pro com Apple Silicon, acredita-se que a empresa esteja trabalhando em um chip ainda mais poderoso que o M1 Ultra. O M1 Ultra no Mac Studio já é mais rápido que o chip Intel Xeon de 28 núcleos. Sendo assim, o Mac Pro precisará apresentar um avanço ainda mais extremo no desempenho.



No lançamento do chip M1 Ultra, em março de 2022, Johny Srouji, vice-presidente sênior de tecnologias de hardware da Apple, disse que o chip "completa a família", dando a entender que não veremos mais uma variante do M1:


"O M1 Ultra é outro divisor de águas para o chip da Apple que, mais uma vez, vai impressionar o mercado de PCs. Com a conexão de duas matrizes do M1 Max por meio da nossa arquitetura de encapsulamento UltraFusion, elevamos o chip da Apple a níveis inimagináveis. Com CPU poderosa, GPU de altíssima velocidade, Neural Engine incrível, aceleração de hardware em ProRes e uma grande quantidade de memória unificada, o M1 Ultra completa a família M1 como o chip mais poderoso e cheio de recursos do mundo em um computador pessoal".

Desta forma, podemos também acreditar que as informações infelizmente ainda estão bastante desencontrados.


Outros rumores afirmam que o chip A16 será lançado exclusivamente nos iPhones 14 Pro e 14 Pro Max, com os iPhones 14 e 14 Max aderindo ao A15 Bionic do iPhone 13, enquanto o chip M2 será introduzido em um redesenhado MacBook Air ainda este ano, antes de ser incorporado em uma leva de novos Macs e potencialmente no iPad Pro de próxima geração.


O leaker ShrimpApplePro afirmou não ter certeza sobre o nome final do "A16", do "M2" e da variante final do chip M1. Até termos os lançamentos oficiais feitos pela gigante de Cupertino, na verdade, ninguém terá.



ShrimpApplePro tem uma reputação crescente na comunidade de rumores da Apple. O leaker disse corretamente que o ‌Apple Watch Series 7‌ apresentaria um design arredondado como o Apple Watch Series 6, mas com bordas mais finas, no ano passado, enquanto "o mundo" aguardava um novo visual com borda plana, que não foi concretizado.



Fontes: DigiTimes e MacRumors

29/5/2022 - 2h29