top of page
  • Foto do escritorRafael de Angeli

MacBook Air de entrada com chip M2 e 256 GB de SSD tem velocidades mais lentas em benchmarks

As primeiras análises do novo MacBook Air com chip M2 foram publicadas. Um detalhe notável confirmado pelo The Verge é que o modelo básico de entrada de US$ 1.199 equipado com 256 GB de armazenamento possui um único chip NAND, o que leva a velocidades SSD mais lentas nos testes de benchmarks, mas o desempenho no mundo real pode variar.


A Apple anunciou, em junho, na WWDC 2022, a nova geração do MacBook Air com o novo chip M2, gabinete unibody redesenhado, tela mais brilhante com notch, novas cores, carregamento MagSafe, câmera 1080p, entre outras ótimas novidades.


Também no mês passado, foi descoberto que o modelo de 256 GB do MacBook Pro de 13 polegadas com chip M2 tem velocidades de leitura de SSD até 50% mais lentas e velocidades de gravação de SSD até 30% mais lentas em comparação com o modelo equivalente da geração anterior (MacBook Air com M1) em benchmarks.


Fonte: Reprodução/The Verge

O dilema surge do fato de que a Apple passou a usar um único chip de armazenamento flash de 256 GB em vez de dois chips de 128 GB nos modelos básicos do novo MacBook Air e MacBook Pro de 13 polegadas. As configurações equipadas com 512 GB de armazenamento ou mais são equipadas com vários chips NAND, permitindo velocidades mais rápidas em paralelo.



Em comunicado divulgado ao The Verge, a Apple disse que, embora os benchmarks do novo MacBook Air e do MacBook Pro de 13 polegadas com 256 GB de armazenamento "podem mostrar uma diferença" em relação aos modelos da geração anterior, o desempenho no mundo real é "ainda mais rápido":


"Graças aos aumentos de desempenho do M2, o novo MacBook Air e o MacBook Pro de 13 polegadas são incrivelmente rápidos, mesmo em comparação com laptops Mac com o poderoso chip M1. Esses novos sistemas usam um novo NAND de maior densidade que oferece armazenamento de 256 GB usando um único chip. Embora os benchmarks do SSD de 256 GB possam mostrar uma diferença em relação à geração anterior, o desempenho desses sistemas baseados em M2 para atividades do mundo real é ainda mais rápido".


Não sabemos se a declaração da Apple se refere explicitamente ao desempenho do SSD no mundo real ou ao desempenho geral do sistema. Alguns testes do modelo básico do MacBook Pro de 13 polegadas com chip M2 mostraram que as velocidades do SSD eram mais lentas mesmo no uso no mundo real, mas os resultados foram mistos. No geral, se as velocidades mais rápidas do SSD são importantes para você, recomendamos configurar o novo MacBook Air com pelo menos 512 GB de armazenamento para evitar qualquer impacto potencial.


Joe Rossignol, repórter do site MacRumors, desabafou no Twitter sobre o problema gerado pela Apple no modelo de entrada de seu mais novo Mac:



"Eu não estou pulando para nenhum extremo aqui. A mudança para um único chip NAND no modelo básico de 256 GB é um motivo para evitar o modelo básico se você deseja as velocidades SSD mais rápidas possíveis. Simples. Eu não estou dizendo 'oh meu Deus, o MacBook Air M2 é um lixo' - parece uma máquina incrível".

Confira nossas matérias sobre o desempenho do MacBook Pro com chip Apple Silicon M2: matéria 1, matéria 2 e matéria 3.



No Brasil, o novo MacBook Air com chip M2 (com 8 núcleos de CPU e 8 núcleos de GPU) é comercializado por  R$ 13.299 no seu modelo de entrada "problemático". Já a versão que aconselhamos a compra, com 512 GB de SSD, 8 núcleos de CPU e 10 núcleos de GPU, custa R$ 16.299. Ambos com 8 GB de memória.


Assista ao vídeo do The Verge com um review do novo MacBook Air:



Fontes: The Verge e MacRumors

14/7/2022 - 16h35

Σχόλια


bottom of page