top of page
  • Pedro Celli

Não compre o MacBook Pro com chip M2 antes de ver esta comparação

Comparação de dois modelos do MacBook Pro de 13" com chip M2 e armazenamentos diferentes, com 256 GB e com 512 GB. Que comece o confronto!


Eu não aguento mais falar desta porcaria de pseudo MacBook Pro de 13 polegadas com chip M2 (MBP M2), modelo de entrada que a Apple apresentou na WWDC em junho. Já escrevemos duas matérias, uma porque o M2 é mais lerdo que o M1 em alguns casos e a outra comparando o MBP M2 de 8 GB/256 GB com o MBP M2 16 GB/512 GB de memória e SSD respectivamente. Desta vez o canal Max Tech lançou o terceiro episódio de sua trilogia de comparação do "novo" computador da Maçã, mas agora comparando dois modelos com a mesma memória de 8 GB e com armazenamentos diferentes, com 256 GB e com 512 GB. Que comece o confronto!



Speed Test


Como já dissemos nas matérias anteriores, a Apple capou o SSD do MBP M2 de entrada, fazendo com que a velocidade de leitura e de gravação seja basicamente a metade da velocidade dos MBP M1 e também dos MBP M2 com armazenamento de 512 GB ou maior.


O que nos deixa mais revoltados é o custo deste tipo de memória (TLC NAND) no mercado chinês. Veja a tabela abaixo de 30 de junho de 2022. Um SSD de 256 GB custa US$ 2,04 dólares. Já para colocar 2 SSDs de 128 GB para termos um computador com armazenamento mais rápido, custaria US$ 3,84 dólares.


Todos nós sabemos o preço absurdo que a Apple cobra em seu site para customizar um computador com mais espaço de armazenamento, como podemos ver na figura abaixo.


Fotografia


No teste de exportar 50 fotos com 42 megapixels cada somente com o Lightroom aberto, o resultado foi de 2 minutos para a versão com 256 GB e um 1 minuto e 45 segundos para a versão de 512 GB, tendo um swap de aproximadamente 3,68 GB, sendo 15% a mais de performance só porque ele tem 2 SSDs de 256 GB foi invés de 1 de 256 GB do modelo de entrada.



O canal Max Tech repetiu o teste acima, agora abrindo 10 abas do Chrome. O Swap aumentou para 5,35 GB e o resultado foi de 7 minutos e 43 segundos para o MBP M2 com 256 GB e de 4 minutos e 20 segundos para a versão com 512 GB. Ou seja, 80% mais rápido.



Se compararmos as velocidades só da versão de 512 GB de armazenamento, vemos que com as 10 abas abertas, o tempo aumentou de 1 minuto e 45 segundos para 4 minutos e 20 segundos, o que mostra que o M2 precisa de muita memória RAM para ter um bom desempenho e pode ser por isso que a Apple aumentou para 24 GB a memória RAM máxima deste modelo, comparado com o máximo de 16 GB do MBP M1 lançado há 19 meses, em novembro de 2020.


Safari vs Chrome


Ele testou também, ao invés de abrir as 10 abas no Chrome, abrir no navegador Safari. Realmente o que a Apple diz é verdade: o Safari ocupa bem menos memória! Repetindo o teste com as 50 fotos em 42 megapixels, o resultado foi de 6 minutos e 49 segundos e de 3 minutos e 13 segundos nos dois modelos. A diferença foi basicamente de 53 segundos a menos em ambas as versões do MBP M2.



Vídeo


Testando o tempo que leva para exportar no Final Cut Pro um vídeo em 4K HVEC (H.265) simples, com 10 abas do Chrome abertas, vemos como o Swap afeta profundamente a velocidade de renderização. O resultado foi 4 minutos e 23 segundos contra 2 minutos e 50 segundos nos dois modelos.



Considerações


A Apple disse, na WWDC, que o MacBook Air e o MacBook Pro de 13" são os campeões de venda. Agora imagine a frustração dos profissionais que comprarem este modelo de entrada verem que, no trabalho real do dia a dia, possuem um computador inferior que a versão de um ano e meio atrás em várias situações. E se você acha que a versão de entrada não é a que mais vende, você está errado. Pelas estatísticas da Amazon, o MBP M2 com 8 GB/256 GB está em 19º lugar nas vendas entre todos laptop e o MBP M2 com 8 GB/512 GB está em 73º lugar, uma grande diferença.


Todos estes testes mostram que este modelo capado de entrada jamais deveria existir, ainda mais com o sufixo PRO. Mas o que mais me deixa indignado com uma empresa como a Apple, é saber quanto pode custar os SSDs no mercado chinês e ver uma economia porca, não colocando dois SSDs de 128 GB no modelo de entrada para termos o dobro de desempenho. Não quero acreditar que a Apple economizaria algo em torno de US$ 1,80 dólares para sacrificar a performance, num notebook que possui o preço inicial de US$ 1.299 dólares nos Estados Unidos e R$ 14.499 no Brasil.


Lamentável, Apple! Abaixo podemos ver o preço que a Apple cobrar para fazer upgrade deste chip no MacBook Pro com M2.


Saudades do Steve Jobs, que presava pela satisfação do usuário, usando um produto de qualidade e com muita tecnologia. Dúvida que se ele estivesse vivo, teria permitido esta economia porca!


O vídeo completo do Canal Max Tech mostra mais alguns testes. Se você quiser ficar mais indignado ainda, assista:




Fonte: Max Tech

4/7/2022 - 4h12


bottom of page