top of page
  • Foto do escritorMarcelo Dada

Apple avança no desenvolvimento de chips para servidores de Inteligência Artificial

Usuário do Weibo com 25 anos de experiência em circuitos sugere que a Apple desenvolverá um processador de IA usando a tecnologia de 3 nm da TSMC.

IA
Imagem: Reprodução/MacRumors

A Apple está, segundo informações, desenvolvendo seu próprio processador de servidor de inteligência artificial, utilizando a avançada tecnologia de 3 nanômetros da TSMC, com  possíveis planos de iniciar a produção em massa no segundo semestre de 2025.


Uma publicação de um usuário do Weibo conhecido como “Phone Chip Expert”, ou Especialista em Chip de Celular, em tradução livre,  revela as possíveis intenções da Apple de criar um processador de servidor de inteligência artificial sob medida. O autor da publicação, que traz 25 anos de experiência no setor de circuitos integrados, incluindo passagens por projetos de processadores Pentium da Intel, afirma que este novo processador da Apple será fabricado utilizando a tecnologia de processo de 3 nm da TSMC.

IA

A TSMC desempenha um papel extremamente importante nas operações da Maçã como a única fabricante de seus chips personalizados. O processo de 3 nm utilizado pela empresa, líder em semicondutores, está entre os mais avançados do mercado. Ele proporciona avanços substanciais em desempenho e eficiência energética quando comparado aos processos tecnológicos anteriores, de 5 nm e 7 nm.


Este projeto evidencia a estratégia da Apple de aprofundar a integração de sua cadeia de suprimentos. Ao tomar as rédeas do desenvolvimento de seus próprios chips de servidor, a gigante de Cupertino teria a capacidade de conceber hardware meticulosamente adaptado às exigências de seu software. Essa abordagem não só promete melhorar a sinergia entre software e hardware, mas também tem o potencial de culminar na criação de tecnologias mais robustas e eficientes.

IA

De acordo com as especulações do leaker, é possível prever que a empresa de Cupertino planeja utilizar esses processadores de IA em seus data centers e nas futuras ferramentas de inteligência artificial baseadas na nuvem. Enquanto a Apple está empenhada em processar muitas de suas futuras funcionalidades de IA diretamente nos dispositivos, algumas operações ainda requererão o suporte da nuvem. Prevê-se que, até o final de 2025, quando esses processadores personalizados estiverem operacionais, as novas iniciativas de IA da Maçã já estarão bem consolidadas.


O usuário do Weibo, conhecido por suas previsões acertadas sobre produtos Apple, já demonstrou sua precisão em ocasiões específicas. Suas revelações sobre características como a resistência à água do iPhone 7 e a distribuição dos chips A15 e A16 Bionic nos modelos do iPhone 14 foram  corroboradas posteriormente por outros leakers e, obviamente, confirmadas pelos próprios lançamentos da empresa. Tais acertos reforçam a confiança na veracidade de suas informações, consolidando-o como uma fonte respeitável de especulações sobre os desenvolvimentos futuros da Maçã.

IA
Imagem: Reprodução/MacRumors

As recentes especulações sobre a Apple desenvolver seus próprios processadores de IA robustos estão alinhadas com seus expressivos investimentos em pesquisa e desenvolvimento em inteligência artificial. Essa estratégia de personalizar hardware de IA para otimizar serviços na nuvem é não só plausível, mas também uma manobra estratégica importante para uma liderança no mercado de inteligência artificial, que se mostra extremamente relevante atualmente.



Fontes: MacRumors e Weibo

30/4/2024 - 21h29

Comentarios


bottom of page