• Rafael de Angeli

Engenheiro criador da linha M1 dos chips Apple Silicon vai para a Intel e promete novidades

O ex-diretor de arquitetura de sistemas de Macs, Jeff Wilcox, anunciou que deixou a Apple para assumir uma nova função na Intel. Conforme observado no LinkedIn, Wilcox fez parte da equipe M1 e teve um papel fundamental na transição dos chips Intel para o Apple Silicon.

Imagem: Reprodução/LinkedIn

O perfil de Wilcox diz que ele "liderou a transição" de todos os Macs para os chips Apple Silicon e, antes disso, desenvolveu o SoC (System-on-Chip) e a arquitetura do sistema para o coprocessador T2 usado nos Macs com Intel.


"Diretor da equipe de Arquitetura de Sistemas de Mac que incluiu toda a arquitetura de sistema, integridade de sinal e integridade de energia para sistemas Mac. Liderou a transição de todos os Macs para o Apple Silicon, começando com o chip M1, e desenvolveu o SoC e a arquitetura do sistema por trás do coprocessador T2 antes disso".


Quando Wilcox anunciou sua saída da Apple em dezembro, ele disse que estava em busca de uma nova oportunidade e que estava orgulhoso do que havia conquistado na gigante de Cupertino.


"Depois de oito anos incríveis, decidi deixar a Apple e buscar outra oportunidade. Tem sido uma jornada incrível e eu não poderia estar mais orgulhoso de tudo o que conquistamos durante meu tempo lá, culminando na transição do Apple Silicon com os SOCs e sistemas M1, M1 Pro e M1 Max. Sentirei muita falta de todos os meus colegas e amigos da Apple, mas estou ansioso para a próxima jornada, que terá início no primeiro dia do ano".

Wilcox passou oito anos trabalhando na Apple e, a partir deste ano, ele é o CTO (Diretor de Tecnologia) do Grupo de Engenharia de Design da Intel. Wilcox diz que será responsável pela arquitetura de todos os SoCs para todos os segmentos de clientes da Intel. Antes de trabalhar para a Apple, o criador da linha M1 trabalhou na Intel, onde atuou como engenheiro principal em chipsets de PC e, antes disso, trabalhou na Magnum Semiconductor e na Nvidia.



A equipe do Apple Silicon é liderada por Johny Srouji, vice-presidente de tecnologias de hardware da Apple, e não sabemos ainda se a saída de Wilcox terá muito impacto no desenvolvimento futuro dos chips próprios da Maçã. A Apple está muito bem em sua transição dos chips Intel para o Apple Silicon. A previsão e os rumores são de que a empresa conclua toda a transição ainda em 2022 com o lançamento de novos Mac Pro e iMac Pro, máquinas que ainda usam chips da Intel.


O CEO da Intel, Pat Gelsinger, disse, em março de 2021, que espera reconquistar os negócios com a Apple no futuro, criando "um chip melhor" do que a concorrente pode fazer. Ele também disse que está planejando garantir que os produtos da Intel sejam "melhores do que os deles" e que a Intel tenha um ecossistema mais aberto e "vibrante". "Vou lutar muito para conquistar os negócios do Tim [Cook, CEO da Apple] nesta área", disse ele.


A Intel, no início da semana passada, apresentou um novo processador Core i9 projetado para laptops, e afirmou que ele é mais rápido do que o chip M1 Max da Apple, usado nos novos MacBooks Pro de 14 e 16 polegadas, sendo "o mais rápido do mundo".



Fontes: LinkedIn, AppleInsider e MacRumors

10/1/2022 - 7h37