• Rafael de Angeli

Weinbach: 'iPhone 13' apresentará bobinas de carregamento sem fio maiores

Bobinas maiores permitiriam potência mais rápida de recarga, carregamento sem fio reverso e ímãs MagSafe mais fortes.

Imagem: Reprodução/EverythingApplePro

A Apple planeja incluir uma bobina de carregamento sem fio "um pouco maior" na linha iPhone 13 (ou 12S?) deste ano, que não só produzirá melhor gerenciamento de calor e potência mais alta, mas pode abrir caminho para o carregamento sem fio reverso, de acordo com um novo rumor de Max Weinbach, do canal EverythingApplePro.


De acordo com o leaker, a Apple planeja tornar a bobina de carregamento sem fio física maior neste próximo iPhone, o que aumentaria a área de superfície de onde o carregamento sem fio pode ser induzido. Weinbach havia relatado, anteriormente, que os iPhones de 2021 terão ímãs MagSafe mais fortes, o que reitera que pode ser a razão por trás do aumento do tamanho da bobina.



Weinbach também especula que o tamanho aumentado da bobina poderia ser usado para carregamento sem fio reverso, o que permitiria aos usuários carregar dispositivos compatíveis com carregamento sem fio, como os AirPods, colocando-os na parte de trás do ‌iPhone‌.


Em fevereiro, Mark Gurman, da Bloomberg, afirmou que os recursos de carregamento sem fio reverso provavelmente não chegarão ao iPhone em um "futuro próximo". Apesar de a Apple ter adiado o anúncio oficial do recurso, os documentos da FCC (Comissão Federal de Comunicações) para os ‌iPhone‌s de 2020 revelaram, no início deste ano, que todos os modelos da linha iPhone 12 incluem a capacidade de reverter a carga sem fio de outros dispositivos, como ‌os AirPods‌ (de segunda geração), os AirPods Pro ou modelos mais recentes do Apple Watch.


Mais recentemente, a Bloomberg relatou que a Apple está planejando recursos de carregamento sem fio reverso para o iPad Pro de próxima geração em 2022. O carregamento sem fio reverso drena significativamente a bateria de um dispositivo, e a gigante de Cupertino pode achar que o recurso faria mais sentido em um iPad Pro, graças à sua bateria maior, em comparação com um ‌iPhone‌.

Fontes: EverythingApplePro, Bloomberg e MacRumors

05/07/2021 - 0h30