top of page
  • Foto do escritorRafael de Angeli

Stage Manager funcionará em modelos mais antigos do iPad Pro

A quarta versão beta do iPadOS 16.1 lançada hoje expande o controverso recurso Stage Manager para iPads mais antigos, permitindo que funcione em modelos do iPad Pro que possuem chips A12X ou A12Z, de acordo com informações fornecidas pela Apple ao site Engadget.


A versão beta também remove momentaneamente o suporte de exibição externa do Stage Manager (para monitores externos), com o recurso definido para retornar em uma futura atualização do iPadOS 16.


Declaração da Apple sobre o assunto:


"Introduzimos o Stage Manager como uma maneira totalmente nova de realizar multitarefas com janelas sobrepostas e redimensionáveis ​​tanto na tela do iPad quanto em uma tela externa separada, com a capacidade de executar até oito aplicativos ao vivo na tela ao mesmo tempo. Fornecer esse suporte a vários monitores só é possível com o poder total dos iPads baseados em M1. Os clientes com iPad Pro 3ª e 4ª geração manifestaram grande interesse em poder experimentar o Stage Manager em seus iPads. Em resposta, nossas equipes trabalharam firme para encontrar uma maneira de fornecer uma versão de tela única para esses sistemas, com suporte para até quatro aplicativos ao vivo na tela do iPad de uma só vez". "O suporte de monitor externo para o Stage Manager em iPads M1 estará disponível em uma atualização de software ainda este ano".


Durante o período beta de testes do ‌iPadOS 16‌, o Stage Manager foi limitado aos modelos com chips M1 do ‌iPad Pro‌ e do ‌iPad Air. Todos os outros iPads não conseguiram usar o recurso, incluindo os modelos de ‌2018 e 2020 do iPad Pro que usam os chips A12X e A12Z. A Apple informou que não era capaz de oferecer desempenho aceitável em iPads sem o chip M1 pois o recurso requer "grande memória interna, armazenamento incrivelmente rápido e E/S de tela externa flexível, todos fornecidos por iPads com o chip M1"‌‌.



A gigante de Cupertino estaria insatisfeita com a experiência do Stage Manager em modelos ‌de iPads Pro‌ mais antigos.


"Certamente, adoraríamos trazer qualquer nova experiência para todos os dispositivos que pudermos, mas também não queremos atrasar a definição de uma nova experiência e não criar a melhor base para o futuro nessa experiência. E nós realmente só poderíamos fazer isso com base no ‌M1‌", disse Craig Federighi, vice-presidente sênior de engenharia de software da Maçã.

A Apple recebeu críticas contínuas por limitar um recurso tão importante ao seu hardware mais recente, levando a empresa a descobrir uma maneira de expandir a funcionalidade para alguns modelos um pouco mais antigos.



A remoção do recurso de monitores externos no Stage Manager pode ser o que está permitindo que a Apple ofereça uma experiência adequada em hardware fora do chip M1, mas quando este recurso for reintroduzido, será limitado aos iPads com M1‌ e não estará disponível nos modelos Profissionais do ‌iPad‌ de 2018 e 2020.



O Stage Manager está disponível em todos os iPads ‌com chips Apple Silicon M1‌, juntamente com os iPads Pro‌ de 11 e 12,9 polegadas de 2018 e 2020, desde que o beta do iPadOS 16.1 mais recente esteja instalado.


A Apple chama o quarto beta do iPadOS 16.1 de décimo beta do ‌iPadOS 16‌.



Fontes: Apple, Engadget e MacRumors

27/9/2022 - 17h07

Comentarios


bottom of page