• Rafael de Angeli

Siri completa 10 anos, mas se tornou inferior a outras assistentes em uma década de vida

Hoje marca o 10º aniversário que o chefe de marketing da Apple, Phil Schiller, e o ex-chefe do iOS, Scott Forstall, apresentaram o iPhone 4S com uma assistente de voz totalmente nova, a Siri.


"Por décadas, os tecnólogos nos provocaram com o sonho de que você seria capaz de falar com a tecnologia e ela faria coisas por nós", disse Schiller, em uma pequena coletiva de imprensa na antiga sede da Apple, no Infinite Loop, na cidade de Cupertino, estado da Califórnia, nos Estados Unidos.


Schiller convidou, então, Forstall ao palco para fornecer uma demonstração ao vivo da Siri. A multidão aplaudia enquanto ele demonstrava o que agora são tarefas básicas da assistente virtual, como verificar o tempo, definir um alarme e pesquisar na web, já que a Siri foi a primeira assistente de voz "verdadeiramente inteligente" em um smartphone. Uma década depois, no entanto, é comum a opinião de que a Siri ficou para trás de concorrentes como Google Assistant e Alexa, da Amazon.


James Vincent, do The Verge, escreveu sobre as deficiências da Siri hoje:

Todo mundo que usa a Siri tem suas próprias histórias de frustração - momentos em que são surpreendidos não pela inteligência, mas pela estupidez do assistente da Apple, quando ela falha em cumprir um comando simples ou falha na leitura de uma instrução clara. E embora as interfaces de voz tenham realmente se tornado generalizadas, a Apple, apesar de ser a primeira no mercado, não lidera mais. Sua "humilde assistente pessoal" permanece humilde de fato: inferior ao Google Assistant no celular e superada por Alexa, da Amazon, em casa.

Em 2018, alguns ex-funcionários da Apple refletiram sobre a "liderança desperdiçada" da Siri em relação ao Google Assistant e à Alexa. Em resposta, a Apple disse que fez avanços significativos no desempenho, escalabilidade e confiabilidade da Siri, e disse que continuou a investir profundamente em aprendizado de máquina e inteligência artificial para melhorar continuamente a qualidade de respostas da assistente.


Com o dinheiro e com a tecnologia que a gigante de Cupertino tem, é inconcebível a "não melhora" da Siri em uma década. Esperamos que isso seja totalmente transformado em um futuro muito próximo.


Em retrospectiva, o evento do iPhone 4S como um todo teve um sentimento um pouco sombrio, já que o co-fundador da Apple, Steve Jobs, estava muito mal e faleceu no dia seguinte. Incorporamos um vídeo do evento, abaixo, com Schiller apresentando a Siri no tempo de 19 minutos e 25 segundos.



Se você disser "feliz aniversário" para a Siri hoje, a assistente virtual oferece algumas respostas divertidas.



Fonte: MacRumors

4/10/2021 - 21h47