• Rafael de Angeli

Seguindo a Apple, Google planeja adicionar rótulos de privacidade aos aplicativos no próximo ano

A Apple, no iOS 14, introduziu rótulos de privacidade para aplicativos da App Store, que são projetados para permitir que os clientes saibam detalhes sobre os dados que um app coleta antes de tomarem a decisão de instalá-lo.


O Google está planejando seguir os passos da Apple com a Play Store, introduzindo um novo recurso que exigirá que os desenvolvedores forneçam transparência sobre como os aplicativos estão usando os dados.


No Android Developers Blog, o Google anunciou uma nova "seção de segurança" para a Play Store que "ajudará as pessoas a entender os dados que um aplicativo coleta de compartilhamentos, se esses dados estiverem protegidos e os detalhes adicionais que afetam a privacidade e a segurança".


Os desenvolvedores serão solicitados a compartilhar que tipo de dados são coletados e armazenados e como os dados são usados. As listagens da Play Store também descreverão se os aplicativos empregam práticas de segurança como criptografia de dados, se a política para famílias do Google for seguida, se os detalhes de compartilhamento de dados foram verificados por um terceiro independente e se um aplicativo permite que os usuários solicitem a exclusão de dados.


Como acontece com os rótulos de privacidade de aplicativos da Apple, os desenvolvedores do Google Play devem relatar informações por conta própria, e o Google apresentará uma política que exige que os desenvolvedores forneçam detalhes precisos. Se um desenvolvedor violar esta política, o Google "exigirá que o desenvolvedor corrija" e pode haver "consequências de aplicação da política".


O Google planeja compartilhar requisitos de política e recursos adicionais em breve, e todos os aplicativos da Play Store deverão fornecer essas informações a partir do segundo trimestre de 2022.


Com o lançamento do iOS 14.5, liberado para todos os usuários no final de abril, a gigante de cupertino introduziu o App Tracking Transparency (Transparência do Rastreamento de Apps), onde os aplicativos precisam obter a permissão do usuário antes de rastrear dados em apps ou sites de outras empresas para fins de publicidade, ou de compartilhar os dados do usuário com corretores de dados. Os apps podem solicitar a permissão dos usuários, e os usuários podem visualizar nos Ajustes quais apps solicitaram permissão para rastrear seus dados e fazer alterações a essas permissões a qualquer momento.


Que a Apple cria tendências no mercado em todos os sentidos, não há dúvidas! Esta é mais uma ação que passa a ser seguida depois de uma grande movimentação da Maçã.



Fontes: TechCrunch e MacRumors

07/05/2021 - 4h46