• Rafael de Angeli

Mercado global de smartphones enfrenta declínio de 15% em 2020

É improvável que o mercado global de smartphones se recupere do impacto da crise global de saúde no segundo trimestre de 2020, segundo o DigiTimes.


As remessas globais de smartphones devem contrair 15% no ano, para 1,15 bilhão de unidades em 2020, já que grandes marcas, como Apple, Samsung e Huawei, reduziram suas metas de remessa para o ano na sequência da pandemia de coronavírus, de acordo com a última estimativa feita pelo Digitimes através de pesquisas.


A Apple anunciou, em meados de fevereiro, que suas diretrizes financeiras para o trimestre de março ficariam aquém, devido à crise mundial.


Leia mais:

- Apple tem receita de US$ 58,3 bilhões no 2º trimestre fiscal de 2020


A Apple citou a menor demanda de clientes na China e a restrição do fornecimento de iPhones em todo o mundo como os fatores que levam a receita abaixo do esperado.


A Foxconn, uma das principais montadoras de iPhones, também reduziu suas perspectivas de receita para 2020 após a implementação de quarentenas rigorosas em sua base principal na China.


Um relatório do DigiTimes afirma que a Apple cortou seus pedidos do iPhone 11 para o segundo e terceiro trimestres do ano devido ao impacto da crise.


A maioria das fábricas na China, que fornecem dispositivos e componentes à Apple, está voltando a produzir produtos, mas diz-se que os fornecedores da gigante de Cupertino estão preocupados com a demanda que haverá pelos atuais modelos de ‌iPhone‌ e pelos novos previstos para o outono no hemisfério norte.


Saiba também:

- 'Estamos trabalhando duro como de costume’, diz Tim Cook sobre novos produtos

NewsOnApple_Site_vertical.png
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Youtube
  • Apple Podcasts
  • Spotify
  • Deezer
  • Google_Podcasts_Logo_2


ASSINE NOSSA NEWSLETTER

2019-2020 © News On Apple. Todos os direitos reservados.