top of page
  • Rafael de Angeli

Kuo: trabalho da Apple em modem 5G 'falhou' e Qualcomm continuará sendo fornecedora

Nos últimos anos, a Apple vem trabalhando para desenvolver seu próprio modem 5G para que não precise depender da Qualcomm como fornecedora, mas de acordo com o conceituado analista Ming-Chi Kuo, os esforços da Maçã "podem ter falhado".


Kuo diz que sua "mais recente pesquisa" sugere que o desenvolvimento da tecnologia parou, o que significa que a Qualcomm permaneceria como fornecedora exclusiva de modems 5G para os iPhones de 2023. Anteriormente, o analista acreditava que os iPhones do próximo ano usariam modems projetados internamente em vez de utilizar os da Qualcomm.



"Minha pesquisa mais recente indica que o próprio desenvolvimento do chip de modem do iPhone 5G da Apple pode ter falhado, então a Qualcomm continuará sendo fornecedora exclusiva de chips 5G dos novos iPhones do 2S23 [segundo semestre de 2023], com 100% de participação no fornecimento (vs. estimativa anterior da empresa de 20%)".

A Qualcomm deve fornecer 100% dos modems para os "iPhones 15"‌ de 2023, em vez de apenas 20%. Kuo acredita que a Apple continue desenvolvendo seus próprios modems 5G, mas levará mais tempo para que o trabalho seja concluído e satisfatório para uso em iPhones e em outros dispositivos.


A gigante de Cupertino teve uma longa batalha legal com a Qualcomm e planejava usar modems Intel 5G nos iPhones 12 de 2020, mas não foi possível, pois a Intel não conseguiu fabricar modems 5G que atendessem aos padrões da Apple.


A Maçã acabou resolvendo seu processo com a Qualcomm em 2019 e, desde então, usa modems Qualcomm 5G nos ‌iPhones‌ e iPads. A empresa vem desenvolvendo seu próprio modem e até comprou o negócio de chips de modems da Intel para obter uma vantagem inicial, e rumores sugeriam que a Apple estava a caminho de um lançamento em 2023.



No ano passado, a Qualcomm chegou a dizer que esperava fornecer apenas 20% dos modems usados ​​nos iPhones em 2023, mas parece que ela pode estar produzindo chips para a Apple por pelo menos mais duas gerações de ‌seus smartphones.



Fonte: MacRumors

30/6/2022 - 4h07

bottom of page