• Rafael de Angeli

Kuo: Apple lançará headset de realidade mista, óculos de realidade aumentada e lentes de contato

A Maçã planeja lançar seu tão falado headset de realidade mista (MR) "em meados de 2022", seguido por um óculos de realidade aumentada até 2025 e por lentes de contato entre 2030 e 2040, de acordo com o conceituado analista Ming-Chi Kuo.

Conceito: AppleDsign

Há muito tempo falamos do Apple Glass e, recentemente, do headset que a Apple deve lançar nos próximos anos. A confusão sobre qual tecnologia cada produto terá sempre foi grande. Realidade aumentada (AR) ou realidade virtual (VR)? Parece que Kuo explicou mais e melhor sobre alguns detalhes do futuro iDevice em uma nota com a TF International Securities, obtida pelo site MacRumors.


"Prevemos que o roteiro de produtos MR/AR da Apple inclui três fases: tipo capacete em 2022, tipo óculos em 2025 e tipo lentes de contato entre 2030 e 2040", escreveu Kuo. "Prevemos que o produto 'de capacete' proporcionará experiências de AR e VR, enquanto os óculos e as lentes de contato serão mais propensos a se concentrarem em aplicações de AR".

Kuo disse que vários protótipos do headset de realidade mista da Apple pesam atualmente de 200 a 300 gramas, mas que o peso final será reduzido para 100 a 200 gramas se a Maçã puder resolver problemas técnicos, que seriam significativamente mais leves do que muitos dispositivos de realidade virtual existentes. Devido a um design complexo, Kuo espera que seu preço gire em torno de US$ 1.000 nos Estados Unidos, alinhado com o preço de um "iPhone de última geração".


Kuo disse que o headset será equipado com monitores Micro-OLED da Sony e vários módulos ópticos para fornecer uma "experiência AR transparente", acrescentando que o produto "pode também oferecer uma experiência de realidade virtual".


Segundo o analista, o headset será "portátil", com capacidade de computação independente e armazenamento, mas não verdadeiramente "móvel" como um iPhone. "Quando a tecnologia melhorar, acreditamos que o novo produto 'de capacete' também poderá melhorar sua mobilidade", disse.


Kuo acredita que o headset tem potencial para fornecer uma "experiência imersiva que é significativamente melhor do que os produtos de realidade virtual existentes".


No mês passado, o The Information relatou que o headset será equipado com mais de uma dúzia de câmeras para rastrear os movimentos das mãos, junto com duas telas 8K de resolução ultra-alta e tecnologia avançada de rastreamento ocular. As câmeras seriam capazes de passar o vídeo do mundo real pelo visor e exibi-lo ao usuário.


"Embora a Apple esteja se concentrando em AR, acreditamos que as especificações de hardware deste produto podem fornecer uma experiência imersiva que é significativamente melhor do que os produtos de VR existentes. Acreditamos que a Apple pode integrar altamente este 'capacete' com aplicativos relacionados a vídeo (Apple TV+, Apple Arcade etc) como um dos principais pontos de venda".

Quanto aos óculos de realidade aumentada da Apple, os super rumorados e esperados “Apple Glass”, ele espera um lançamento em 2025, no mínimo, e acredita que "ainda não existe um protótipo".


Kuo disse que os óculos fornecerão uma "experiência de realidade aumentada ótica e transparente" e serão posicionados mais como um produto "móvel" do que o headset de realidade mista. "Embora o 'capacete' proporcione uma grande experiência de imersão, os óculos se concentram mais em fornecer uma experiência 'móvel + AR'", disse. Kuo está ansioso para que os óculos da Apple se integrem ao tão falado "Apple Car", que deve ser lançado muitos anos depois.


Por último, o analista olhou para o futuro e previu que a Apple lançará "lentes de contato" em algum momento após 2030, e que este produto trará a eletrônica da era da "computação visível" para a "computação invisível", mas não ofereceu mais detalhes.


A Apple está altamente comprometida com tecnologias de realidades mista/aumentada, de acordo com Kuo, que tem uma "visão positiva" sobre o futuro da gigante de Cupertino no espaço. Segundo ele, os principais beneficiários da cadeia de suprimentos do headset incluem a Sony (fornecedora exclusiva de telas), Pegatron (EMS exclusivo) e fornecedores relacionados a componentes ópticos.



Fontes: TF International Securities, The Information e MacRumors

11/03/2021 - 2h46