• Rafael de Angeli

Juíza mantém Fortnite fora da App Store, mas impede bloqueio da Apple ao Unreal Engine

Apple está pronta para 'dar as boas-vindas ao Fortnite de volta ao iOS' se a Epic Games remover a compra própria dentro do jogo, após perder na justiça.


A Apple está se preparando para encerrar a conta de desenvolvedor da Epic Games em 28 de agosto, e não planeja aprovar atualizações para o jogo Fortnite em meio à batalha legal em curso entre as duas empresas. Isso é inconveniente para a Epic Games, visto que uma nova temporada de Fortnite começará em 27 de agosto, onde os usuários do iOS/iPadOS não poderão participar.


A Epic tentou obter uma ordem de restrição temporária de um tribunal do norte da Califórnia, nos Estados Unidos, para impedir a Apple de bloquear as atualizações do Fortnite e encerrar sua conta de desenvolvedor, mas depois de uma audiência ontem, 24 de agosto, a juíza Yvonne Gonzalez Rogers decidiu a favor da Apple no que diz respeito ao Fortnite. Em uma declaração compartilhada por Mark Gurman, da Bloomberg, a Apple aplaudiu a decisão da juíza e disse que está pronta para receber a Fortnite de volta se a Epic Games decidir remover a opção de pagamento direto e retornar ao status quo (anterior).


Agradecemos ao tribunal por reconhecer que o problema da Epic é totalmente autoinfligido e está em seu poder de resolver. Nossa primeira prioridade é garantir que os usuários da App Store tenham uma ótima experiência em um ambiente seguro e confiável, incluindo usuários de iPhone que jogam Fortnite e que estão ansiosos pela próxima temporada do jogo. Concordamos com a juíza Gonzalez-Rogers que 'a maneira sensata de proceder' é a Epic cumprir com as diretrizes da ‌App Store‌ e continuar operando enquanto o caso prossegue. Se a Epic seguir os passos que o juiz recomendou, teremos o prazer de receber o Fortnite de volta ao iOS. Esperamos apresentar nosso caso ao tribunal em setembro.

Embora a juíza esteja permitindo que a Apple encerre a conta de desenvolvedor da Epic Games em 28 de agosto, ela bloqueou a gigante de Cupertino de encerrar também contas e acesso relacionado ao desenvolvimento do Unreal Engine. A Maçã não pode remover contas mantidas sob a Epic International, pois é uma entidade separada da Epic Games e tem um contrato de desenvolvedor separado com a Apple.


Durante a audiência, a Apple argumentou que é típico para um desenvolvedor que viola as regras ter encerradas todas as suas contas relacionadas e vinculadas, bem como sua conta principal, mas isso não influenciou a juíza de sua decisão.


Quanto ao Fortnite, a juíza deixou claro que a Epic Games criou a situação atual e pode reverter o que foi feito "levando-o de volta ao status quo" e deixando o resto da disputa se desenrolar no tribunal.


O advogado da Epic, durante a audiência, afirmou que a desenvolvedora do game não poderia "voltar a um contrato anticompetitivo", mas agora que ficou claro que não haverá ordem de restrição concedida para impedir a Apple de continuar a bloquear Fortnite, a Epic pode escolher obedecer as regras da ‌App Store‌, removendo a opção de pagamento próprio que deu início a toda a confusão e continue o desacordo por meios legais que não afetem diretamente os clientes.


Leia também:

- Fortnite é removido da App Store após Epic Games adicionar opção de pagamento próprio

- Apple encerrará contas de desenvolvedor da Epic Games em 28 de agosto



Fonte: MacRumors

25/08/2020 - 16h50

NewsOnApple_Site_vertical.png
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Youtube
  • Apple Podcasts
  • Spotify
  • Deezer
  • Google_Podcasts_Logo_2


ASSINE NOSSA NEWSLETTER

2019-2020 © News On Apple. Todos os direitos reservados.