• Rafael de Angeli

Fortnite é removido da App Store após Epic Games adicionar opção de pagamento próprio

Ação tem por objetivo "burlar" a comissão de 30% que a Apple sempre recebeu de apps e games na App Store.


O popular jogo Fortnite, principal título da Epic Games, foi removido da App Store depois que a empresa adicionou um recurso de pagamentos próprio que evita o sistema de compras dentro do aplicativo da Apple.


As regras da App Store exigem compras digitais para usar o In-App Purchase (compra dentro do aplicativo), compartilhando 30% de comissão com a Apple. O recurso de pagamentos diretos viola claramente essas regras. Muitos acreditam que a Epic foi adiante na briga como uma manobra intencional para chamar a atenção para a política da App Store em meio a crescentes pressões anticompetitivas.


A façanha certamente vai chamar a atenção, já que Fortnite é um dos games mais populares do mundo e que está, consistentemente, entre os jogos de maior bilheteria no iOS/iPadOS.


As diretrizes da App Store estão sendo investigadas pela Comissão Europeia de Concorrência e por um painel judiciário dos Estados Unidos para saber se a Apple está usando injustamente sua dominância para afetar a App Store.


Em um comunicado ao The Verge, a Apple disse que a Epic Games violou propositalmente as diretrizes da App Store ao lançar um recurso que não foi aprovado pela Apple.


"A Epic tem aplicativos na App Store há uma década e tem se beneficiado do ecossistema da App Store - incluindo suas ferramentas, testes e distribuição que a Apple fornece a todos os desenvolvedores. A Epic concordou com os termos e diretrizes da App Store livremente e estamos felizes por eles terem construído um negócio tão bem-sucedido na App Store. O fato de seus interesses comerciais agora os levarem a pressionar por um acordo especial não muda o fato de que essas diretrizes criam condições equitativas para todos os desenvolvedores e tornam a loja segura para todos os usuários. Faremos todos os esforços para trabalhar com a Epic para resolver essas violações para que eles possam devolver o Fortnite à App Store".

As regras da App Store ditam que quase todas as transações digitais realizadas em aplicativos devem usar a compra dentro do aplicativo, o que inclui dar à Apple um corte de receita de 30%. Os desenvolvedores não têm permissão para lançar aplicativos fora da App Store, essencialmente dando à Apple o controle monopolístico sobre o ecossistema de aplicativos do iPhone e iPad.


Para assinaturas, a Apple fica com 30% da receita do primeiro ano de transações e 15% depois disso. Certas categorias de aplicativos podem não usar compras dentro do app, mas também não podem promover formas alternativas de criar uma conta. É por isso que o Spotify e o Netflix só permitem que você faça login na sua conta, não se inscrevendo como um novo cliente pelo aplicativo.


Na semana passada, a Apple disse que não permitiria serviços de streaming de jogos na App Store. Isso significa que os usuários do iPhone e iPad não poderão acessar os próximos serviços como o Microsoft xCloud e o Google Stadia em seus dispositivos.


De acordo com o The Verge, o Google também removeu o game Fortnite da Play Store.


Este é um assunto extremamente delicado e importante, pois a Epic Games pode estar dando um passo gigante que vai ditar o futuro de vários apps e games famosos em nossos iDevices.


Leia também:

- Tim Cook, CEO da Apple, testemunhará na audiência antitruste dos EUA em 27 de julho

- França multa Apple em 1,1 bilhão de euros por comportamento anticoncorrencial



Fonte: 9TO5Mac

14/08/2020 - 21h27

NewsOnApple_Site_vertical.png
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Youtube
  • Apple Podcasts
  • Spotify
  • Deezer
  • Google_Podcasts_Logo_2


ASSINE NOSSA NEWSLETTER

2019-2020 © News On Apple. Todos os direitos reservados.