• Rafael de Angeli

iPhone 12 passa de 100 milhões de vendas no primeiro superciclo desde o iPhone 6

A linha iPhone 12 já vendeu mais de 100 milhões de unidades e alimentou o primeiro superciclo de vendas desde o lançamento do ‌iPhone‌ 6, de acordo com a Counterpoint Research.


A linha iPhone 12‌ ultrapassou 100 milhões de vendas em abril, o que significa que os dispositivos alcançaram a marca histórica sete meses após seu lançamento. Em comparação, foram dois meses antes da série do iPhone 11, lançada em 2019, e quase igual ao ‌iPhone‌ 6, que impulsionou um superciclo de volume de vendas em torno da transição 4G em 2014 e 2015. Isso significa que é o primeiro superciclo de volume de ‌iPhone‌ em seis gerações do dispositivo.


A análise da Counterpoint explica que, no caso da série ‌iPhone‌ 6, as vendas foram sustentadas pela demanda reprimida por iPhones de tela maior, enquanto para a série ‌iPhone 12‌, a conectividade 5G e as telas OLED em toda a linha foram os fatores predominantes para atrair clientes.


Espera-se que o superciclo de volume leve a uma receita recorde, com o preço médio de venda dos iPhones atingindo o nível mais alto de todos os tempos. O impressionante desempenho de vendas do ‌iPhone 12‌ também deu à Apple uma participação de mercado recorde em abril. Ela também alcançou consistentemente uma participação de mercado recorde nos Estados Unidos desde outubro de 2020 e a tendência deve continuar.


As preferências do consumidor também mudaram entre as escalações do ‌iPhone 11‌ e do ‌iPhone 12‌. Os consumidores mostraram mais interesse no iPhone 12 Pro Max, com uma participação de 29% nas vendas, durante os primeiros sete meses após seu lançamento, em comparação com o iPhone 11 Pro Max, que teve uma participação de 25% nas vendas. Essa também é uma das razões para a série ‌iPhone 12‌ gerar 22% mais receita do que a série ‌iPhone 11‌ nos primeiros sete meses após o lançamento.


As vendas nos Estados Unidos representaram 40% da comercialização global do ‌iPhone 12 Pro Max‌ até abril. O ‌iPhone 12 Pro Max‌ foi apoiado por promoções agressivas de operadoras, tornando-o o dispositivo mais vendido nos EUA de forma consistente desde dezembro de 2020.


A série ‌iPhone 12‌ também foi comparativamente menos afetada em termos de vendas pela crise de saúde global de Covid-19 do que a série ‌iPhone 11‌, que teve vendas reduzidas porque os clientes seguraram seus dispositivos mais do que o normal. Além disso, uma grande proporção de usuários que mantiveram seu smartphone anterior devido à incerteza durante à pandemia no ano passado atualizou para o ‌iPhone 12‌ assim que ele ficou disponível.

Fontes: Counterpoint Research e MacRumors

03/07/2021 - 0h30