• Rafael de Angeli

Elon Musk afirma que contatou Tim Cook sobre a compra da Tesla, mas foi recusado

O CEO da Tesla revela que procurou vender a empresa à Apple por uma fração do seu valor atual.


Elon Musk, CEO da Tesla, disse, no Twitter, que uma vez entrou em contato com o CEO da Apple, Tim Cook, sobre a possibilidade de a Maçã adquirir a Tesla, mas Cook "se recusou a participar da reunião". Musk diz que tentou entrar em contato com a gigante de Cupertino durante os "dias mais sombrios do programa Model 3", oferecendo a Tesla por 10% de seu valor.


O tweet de Musk veio em resposta ao recente relatório da Reuters sobre o trabalho da Apple em um possível “Apple Car”.


"Durante os dias mais sombrios do programa Modelo 3, falei com Tim Cook para discutir a possibilidade de a Apple adquirir a Tesla (por 1/10 do nosso valor atual). Ele se recusou a participar da reunião".

De acordo com a Reuters, a Apple pretende iniciar a produção do Apple Car até 2024, usando tecnologia de bateria de "próximo nível" que envolve um design de "monocélula" que aumenta as células individuais e libera espaço em seu interior, removendo bolsas e módulos que contêm materiais da bateria. A empresa também planeja usar a tecnologia de bateria de fosfato de ferro de lítio.


Musk, em um tweet separado, disse que os rumores do Apple Car são "estranhos se verdadeiros" e que um design monocelular é "eletroquimicamente impossível".


"Estranho, se for verdade. - Tesla já usa ferro-fosfato para carros de médio alcance fabricados em nossa fábrica de Xangai. - Uma monocélula é eletroquimicamente impossível, já que a tensão máxima é ~100X muito baixa. Talvez eles quisessem dizer células unidas, como nossa bateria estrutural?".

Houve rumores de que a Apple já considerou a compra da Tesla e fez um "lance sério" de US$ 240 por ação em 2013, mas dados os comentários de Musk, isso pode não ser verdade.


A Apple e a Tesla estão em desacordo desde que a Maçã começou a trabalhar no projeto do Apple Car e notoriamente roubaram funcionários um do outro. Em 2015, na verdade, Musk disse que chama a Apple de "Cemitério Tesla". "Se você não conseguir na Tesla, vá trabalhar na Apple", disse ele.


Se e quando a empresa da Maçã começar a fabricar um carro destinado aos consumidores, Tesla e Apple serão concorrentes diretos. Isso pode acontecer nos próximos anos se o trabalho da gigante de Cupertino em um Apple Car permanecer no caminho certo.


Hoje a Apple tem um valor de mercado de US$ 2,227 trilhões e a Tesla de US$ 612,3 bilhões.



Fontes: MacRumors e Reuters

23/12/2020 - 23h50