• Rafael de Angeli

DigiTimes: Face ID dos próximos iPhones e iPads terão sensores menores

A Apple pretende usar um sensor de Face ID significativamente menor em iPhones e iPads a partir do final deste ano, de acordo com o DigiTimes.


A Apple supostamente escolheu reduzir o tamanho da matriz dos chips VCSEL usados ​​no scanner do Face ID, "leitor facial" usado nos smartphones da Maçã desde 2017, no lançamento do iPhone X, e nos iPads Pro lançados a partir de 2018. A mudança ajudará a empresa a cortar custos de produção, já que mais chips podem ser produzidos em uma mesma placa, reduzindo a produção total.


O chip VCSEL redesenhado pode permitir que a Apple integre novas funções no componente, mas o site DigiTimes não especulou sobre o que isso poderia incluir. A mudança também pode liberar espaço interno nos iDevices.


O chip menor de identificação facial aparentemente será usado em novos iPhones e iPads lançados a partir do final de 2021. Os primeiros dispositivos com o novo chip presumivelmente serão os da linha iPhone 13, bem como a próxima geração do iPad Pro.


O DigiTimes disse, anteriormente, que o notch no iPhone 13‌ vai "encolher" de tamanho, ficando menor graças a um módulo de câmera redesenhado que integra os componentes para permitir a redução de tamanho. Analistas do Barclays explicaram da mesma forma que um notch menor no ‌iPhone 13‌ será o resultado de uma "versão mais integrada do sistema de luz estruturado atual" para o Face ID. Não se sabe ainda se as tecnologias de identificação facial menores e mais consolidadas no ‌iPhone 13‌ estão relacionadas a este chip VCSEL menor.



Fontes: DigiTimes e MacRumors

16/05/2021 - 1h12