• Rafael de Angeli

Apple Stores descartam exigência de máscaras para clientes vacinados

A Apple não exigirá mais que os clientes vacinados usem máscaras dentro de suas lojas nos EUA, uma grande mudança na política da empresa em relação ao mês passado, de acordo com a Bloomberg.


A nova mudança, que entrou em vigor na terça-feira (15), não exige mais que os clientes que foram totalmente vacinados contra a COVID-19 usem máscaras nas Apple Stores nos Estados Unidos. A Bloomberg observa que a Apple tem informado seus líderes de varejo e funcionários sobre a mudança, observando que os funcionários continuarão sendo obrigados a usar máscaras.


"A gigante da tecnologia começou a informar os funcionários do varejo sobre a mudança iminente nos mercados afetados, de acordo com pessoas com conhecimento do assunto, que não quiseram ser identificadas discutindo mudanças de política que não foram anunciadas. A mudança entrou em vigor na terça-feira, e os funcionários foram informados de que não são obrigados a pedir aos clientes a verificação da vacinação". "Os trabalhadores ainda precisarão usar máscaras nas lojas, disse a Apple à equipe. A empresa pode mudar seus planos ou atrasar o afrouxamento da restrição. A exigência de coberturas faciais também será descartada em alguns escritórios da empresa com sede em Cupertino, na Califórnia, nos Estados Unidos, de acordo com um memorando enviado a funcionários corporativos".

A gigante de Cupertino disse, no mês passado, aos funcionários do varejo, que os requisitos de máscara permaneceriam em vigor seguindo as orientações atualizadas dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA, que afirma que pessoas totalmente vacinadas não precisam mais usar máscaras ao ar livre ou na maioria dos ambientes internos.



Em um memorando interno obtido pela Bloomberg, a Apple diz que, graças ao progresso que foi feito nos EUA, ela pode agora começar com segurança "passando para a próxima fase de retomada e começará a operar sob o protocolo local da Fase 3". A Fase 3, de acordo com o memorando, inclui o protocolo da Maçã sendo atualizado para "permitir o mascaramento opcional para indivíduos vacinados". Os requisitos de distanciamento físico também estão sendo "relaxados".


Como parte do retorno à normalidade, a Apple também planeja iniciar uma lenta transição para voltar a trabalhar pessoalmente no Apple Park no outono do hemisfério norte (entre setembro e dezembro).

Fontes: Bloomberg e MacRumors

20/06/2021 - 0h49