• Rafael de Angeli

Apple explica motivo da adoção menor ao iOS 15 e começa a 'empurrar' o sistema aos usuários

O iOS 15 está instalado em 72% dos iPhones lançados nos últimos quatro anos, taxa menor do que as atualizações anteriores. Mesmo tendo vários fatores a serem considerados, a Apple está começando a "empurrar" seus usuários para o iOS/iPadOS 15.


Pela primeira vez desde que o iOS 15 foi lançado ao público, em 20 de setembro passado, a Apple atualizou os números oficiais de instalação e adoção por meio do site do desenvolvedor.



Confira o detalhamento atual da adoção do iOS entre "dispositivos introduzidos nos últimos quatro anos", de acordo com a Maçã:

  • iOS 15 - 72%

  • iOS 14 - 26%

  • Versões anteriores - 2%


E para a adoção do iOS entre todos os dispositivos, independentemente de quando foram lançados:

  • iOS 15 - 63%

  • iOS 14 - 30%

  • Versões anteriores - 7%


Enquanto isso, a adoção do iPadOS 15 está em uma taxa menor do que o iOS 15 até o momento. De acordo com os dados da gigante de Cupertino, confira como os números se dividem para os iPads lançados nos últimos quatro anos:

  • iPadOS 15 - 57%

  • iPadOS 14 - 39%

  • Versões anteriores - 4%


E para a adoção do iPadOS, independentemente de quando foram lançados, a Apple diz:

  • iPadOS 15 - 49%

  • iPadOS 14 - 37%

  • Versões anteriores - 14%


É interessante ver como esses números, especificamente a adoção do iOS 15, se comparam ao iOS 14 de 2020. No ano retrasado, a Apple publicou sua primeira atualização sobre a adoção do iOS 14 em 16 de dezembro, dizendo que o sistema estava rodando em 81% de todos os iPhones lançados nos últimos quatro anos e em 72% dos iPhones, independentemente da data de lançamento.


Este ano, a Apple forneceu sua primeira atualização sobre a adoção do iOS 15 quase um mês depois, e os números de adoção são um pouco menores, em 72% e 63%, com os mesmos critérios.


Precisamos lembrar que a Apple está permitindo que os usuários do iPhone permaneçam no iOS 14 e ainda recebam atualizações de segurança. Um feito inédito, mas produzido talvez para tentar receber menos processos por obsolescência programada, como tem acontecido com alguns casos ao redor do mundo. Na época do lançamento, a Maçã divulgou o novo recurso como uma novidade do iOS 15.


A Apple explica:

O iOS agora pode oferecer uma escolha entre duas versões de atualização de software no aplicativo Configurações. Você pode atualizar para a versão mais recente do iOS 15 assim que ela for lançada para obter os recursos mais recentes e o conjunto mais completo de atualizações de segurança ou continue no iOS 14 e ainda receba atualizações de segurança importantes.

Com a explicação, sabemos que a Apple ainda está incentivando os usuários a executar a versão mais segura do iOS, mesmo que seja uma atualização para o iOS 14 em vez do iOS 15. A empresa está, no entanto, começando a "empurrar" os usuários para o iOS 15, conforme detalhado em um post no GitHub.


Como exemplo, a Apple, em outubro, lançou o iOS 14.8.1 com atualizações de segurança. Em um ‌iPhone‌ ainda executando o iOS 14.8, a atualização do iOS 14.8.1 não está mais disponível e a Maçã está oferecendo apenas o iOS 15.2.1 como opção de instalação.


Antes do iOS 14.8:

Imagem: Reprodução/9to5Mac

Depois do iOS 14.8 ou superior:


Será que os planos da gigante de Cupertino mudaram ou os processos por obsolescência programada foram encerrados ou bem reduzidos? O futuro nos dirá... 🤔



Fontes: Apple e 9to5Mac

17/1/2022 - 0h30