• Rafael de Angeli

Apple divulga recordes no 2º trimestre fiscal de 2022, com faturamento de US$ 97,3 bilhões

Com lucro de US$ 25 bilhões, receita de US$ 97,3 bilhões e ainda com números negativos nas vendas de iPads, a Apple anunciou seu melhor trimestre de março com os resultados do segundo trimestre fiscal de 2022, que corresponde ao primeiro trimestre do ano.


No trimestre, a Apple registrou receita de US$ 97,3 bilhões e lucro líquido trimestral de US$ 25 bilhões, ou US$ 1,52 por ação diluída, em comparação com a receita de US$ 89,6 bilhões e lucro líquido trimestral de US$ 23,6 bilhões, ou US$ 1,40 por ação diluída, no mesmo trimestre do ano anterior. Como esperado, a receita e os ganhos da empresa estabeleceram recordes para o trimestre de março.


A margem bruta do trimestre foi de 43,7%, em comparação com 42,5% no mesmo trimestre de 2021. A Apple também declarou um aumento no pagamento de dividendos de US$ 0,23 por ação, acima dos US$ 0,22 anteriores. O dividendo será pago em 12 de maio aos acionistas registrados, ao término dos negócios, em 9 de maio de 2022.



A Apple também autorizou um aumento de US$ 90 bilhões para seu programa de recompra de ações.


Como tem ocorrido há dois anos, a gigante de Cupertino mais uma vez não emitiu orientações aos acionistas para o trimestre atual que termina em junho.



Números por segmentos:

  • iPhones: US$ 50,6 bilhões (+6%)

  • Macs: US$ 10,4 bilhões (+15%)

  • iPads: US$ 7,6 bilhões (-2%)

  • Vestíveis, Casa e Acessórios: US$ 8,8 bilhões (+13%)

  • Serviços: US$ 19,8 bilhões (+17%)


Vestíveis, Casa e Acessórios incluem Apple Watch, Apple TV, HomePod mini, iPod touch, AirPods, fones de ouvido Beats, acessórios como capas para iPhone e pulseiras para Apple Watch e muito mais. Os Serviços incluem a App Store, Apple Music, Apple Arcade, Apple TV+, Apple Fitness+, iCloud, Apple Pay, planos AppleCare e muito mais.


Tim Cook, CEO da Apple:


"Os resultados recordes deste trimestre são uma prova do foco incansável da Apple em inovação e nossa capacidade de criar os melhores produtos e serviços do mundo. Estamos muito satisfeitos em ver a forte resposta dos clientes aos nossos novos produtos, bem como o progresso que estamos fazendo para nos tornarmos neutros em carbono em toda a nossa cadeia de suprimentos e em nossos produtos até 2030. Estamos comprometidos, como sempre, em ser uma força para o bem no mundo – tanto no que criamos quanto no que deixamos para trás".


Fontes: Apple e MacRumors

28/04/2022 - 22h13