top of page
  • Foto do escritorRafael de Angeli

Apple divulga lucro de US$ 24,1 bilhões e receita de US$ 94,8 bilhões no 2º trimestre fiscal de 2023

Com novo recorde trimestral de março para a receita do iPhone, Apple revela resultados do segundo trimestre de 2023, com lucro de US$ 24,1 bilhões sobre receita de US$ 94,8 bilhões.

Inauguração da Apple BKC em Mumbai em 18 de abril de 2023.

A Apple anunciou os resultados financeiros de seu segundo trimestre fiscal de 2023, que corresponde ao primeiro trimestre do ano.


No trimestre, a Apple registrou receita de US$ 94,8 bilhões e lucro líquido trimestral de US$ 24,1 bilhões, ou US$ 1,52 por ação diluída, em comparação com receita de US$ 97,3 bilhões e lucro líquido trimestral de US$ 25,0 bilhões, ou US$ 1,52 por ação diluída, no trimestre do ano anterior.



A Maçã estabeleceu um novo recorde histórico de receita de serviços em US$ 20,9 bilhões e um novo recorde trimestral de março para receita do iPhone em US$ 51,3 bilhões, mas o Mac, em particular, teve um declínio significativo ano a ano na receita trimestral, caindo de US$ 10,4 bilhões para US$ 7,2 bilhões.


A margem bruta do trimestre foi de 44,3%, em comparação com 43,7% no trimestre do ano anterior. O conselho de administração da empresa também autorizou US$ 90 bilhões adicionais para recompras de ações e declarou um aumento no pagamento de dividendos de US$ 0,24 por ação, acima dos US$ 0,23 por ação. O dividendo é pago em 18 de maio aos acionistas registrados ao término dos negócios em 15 de maio.


O CEO da Apple, Tim Cook, elogiou o desempenho da empresa no segundo trimestre de 2023:


“Temos o prazer de relatar um recorde histórico em Serviços e um recorde trimestral de março para o iPhone, apesar do ambiente macroeconômico desafiador, e de ter nossa base instalada de dispositivos ativos atingindo um recorde histórico. Continuamos a investir a longo prazo e a liderar com os nossos valores, incluindo grandes progressos na construção de produtos e cadeias de abastecimento neutras em carbono até 2030”.

Luca Maestri, CFO (diretor financeiro) da Apple, ecoou Cook:


“Nosso desempenho comercial ano a ano melhorou em comparação com o trimestre de dezembro e geramos um forte fluxo de caixa operacional de US$ 28,6 bilhões, enquanto devolvemos mais de US$ 23 bilhões aos acionistas durante o trimestre. Dada a nossa confiança no futuro da Apple e o valor que vemos em nossas ações, nosso Conselho autorizou US$ 90 bilhões adicionais para recompras de ações. Também estamos aumentando nosso dividendo trimestral pelo décimo primeiro ano consecutivo”.

Números por segmentos:

  • iPhone: US$ 51,33 bilhões (+1,5%) vs. US$ 50,57 bi em 2022

  • Mac: US$ 7,17 bilhões (-31,3%) vs. US$ 10,44 bi em 2022

  • iPad: US$ 6,67 bilhões (-12,8%) vs. US$ 7,65 bi em 2022

  • Vestíveis, Casa e Acessórios: US$ 8,76 bilhões (-0,5%) vs. US$ 8,81 bi em 2022

  • Serviços: US$ 20,91 bilhões (+5,5%) vs. US$ 19,82 bi em 2022



Como tem acontecido há três anos, a Apple mais uma vez não emitiu orientações aos acionistas para o trimestre atual que termina em junho.


Você pode acessar os ganhos da Apple em um PDF de Demonstrações Financeiras Consolidadas divulgado pela empresa.


Inauguração da Apple BKC em Mumbai em 18 de abril de 2023.

As ações AAPL da Apple fecharam em queda de 0,99% nesta quinta-feira (4), no valor de US$ 165,79 cada uma. A gigante de Cupertino vale hoje US$ 2,640 trilhões de dólares e continua sendo a empresa mais valiosa do mundo.



Fontes: Apple, MacRumors e 9to5Mac

5/5/2023 - 4h20

Commentaires


bottom of page