• Rafael de Angeli

Apple desenvolve sensor de hidratação inovador para o Apple Watch

A Apple desenvolveu um sensor de hidratação pioneiro projetado para o Apple Watch, revelado por um pedido de patente.


A patente, inicialmente identificada pelo site Patently Apple, é intitulada "Medição de hidratação com um relógio" e foi concedida pelo Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos.


"As técnicas tradicionais para monitorar a hidratação são geralmente invasivas, caras ou não confiáveis", de acordo com a Apple. Isso se refere às formas existentes de determinar a hidratação, como testes de uso único de amostras de fluidos.


O sensor de hidratação da Apple assume a forma de eletrodos não invasivos colocados contra a pele, que ela descreve como uma solução "confiável e elegante". O sensor funciona medindo as propriedades elétricas do suor do usuário do Apple Watch. A patente explica:


"As propriedades elétricas, como a condutância elétrica, podem representar uma concentração de eletrólitos na transpiração, que por sua vez representa um nível de hidratação do usuário".

[...]


"Por exemplo, um alto nível de condutância elétrica da transpiração pode indicar uma alta concentração de eletrólitos e um baixo nível de hidratação. Por exemplo, um baixo nível de condutância elétrica da transpiração pode indicar uma baixa concentração de eletrólitos e um alto nível de hidratação".


O processo segue fornecendo uma descrição técnica longa e detalhada do sensor de hidratação e sua funcionalidade.


A Apple afirma que seu sistema de rastreamento de hidratação pode ser executado "de forma não invasiva, repetida, precisa, automática e com mínima intervenção do usuário". De acordo com a patente, os dados de hidratação podem ser usados ​​para fornecer feedback ao usuário, principalmente durante atividades como treinos, e incentivar um melhor gerenciamento da ingestão de água e, por sua vez, da saúde geral. O processo descreve por que a hidratação é uma valiosa métrica de saúde:



"O nível de hidratação de um usuário tem impactos significativos em sua saúde. A desidratação pode prejudicar o desempenho e está associada a várias consequências deletérias à saúde, incluindo insolações. Beber demais pode resultar em hiponatremia, fadiga, confusão, coma e até morte".

Pedidos de patentes não podem ser tomados como uma prova firme dos planos da Apple, mas eles mostram as áreas de pesquisa da empresa. No entanto, a gigante de Cupertino é conhecida por ter planos ambiciosos para adicionar novos recursos de rastreamento de saúde ao Apple Watch após a estreia do monitoramento de oxigênio no sangue com o Apple Watch Series 6.


O ​​monitoramento de hidratação parece ser uma opção viável para a empresa adicionar ao dispositivo no futuro, quem sabe no Apple Watch Series 8 em 2022, não é mesmo?

Fontes: Patently Apple e MacRumors

18/8/2021 - 21h32