• Rafael de Angeli

Apple chama Meta de hipócrita por cobrar comissão de quase 50% em compras dentro do metaverso

A Meta, "novo nome" do Facebook, planeja receber uma comissão de quase 50% nas compras feitas dentro do metaverso, revelou a empresa, meses depois de reclamar do corte máximo de 30% que a Apple recebe nas compras da App Store.

Imagem/Divulgação: Meta

Esta semana, a Meta anunciou novas maneiras de permitir que os criadores monetizem e ganhem dinheiro com o metaverso. Uma maneira de permitir é aceitando que os criadores vendam NFTs, ou tokens não fungíveis (que não podem ser trocados ou substituídos em virtude de suas características exclusivas ou propriedades), por meio de sua plataforma Horizon Worlds.



No post, a Meta se recusou a especificar quanto seria necessário para essas compras, mas um porta-voz da empresa disse à CNBC que seria uma comissão de 47,5%, incluindo uma taxa de hardware de 30% e uma taxa de plataforma de 17,5%:


"Um porta-voz da Meta confirmou à CNBC na quarta-feira que a Meta terá um corte geral de até 47,5% em cada transação. Isso inclui uma 'taxa de plataforma de hardware' de 30% para vendas feitas através da Meta Quest Store, onde vende aplicativos e jogos para seus headsets de realidade virtual. Além disso, a Horizon Worlds cobrará uma taxa de 17,5%".

A vice-presidente de Horizon da Meta, Vivek Sharma, disse ao The Verge que a comissão de quase 50% é "uma taxa bastante competitiva no mercado", acrescentando que "acreditamos que as outras plataformas possam ter sua participação".


Ironicamente, a própria Meta, incluindo o CEO da empresa, Mark Zuckerberg, tem falado sobre o corte de 15% a 30% da Apple na ‌App Store‌. Em junho, Zuckerberg escreveu no Facebook que a Meta manteria eventos online pagos, assinaturas, crachás e outros produtos gratuitos para criadores até 2023 e, depois disso, a empresa anunciaria uma comissão "menos do que os 30% que a Apple e outros levam".



"Para ajudar mais criadores de conteúdo a ganhar a vida em nossas plataformas, manteremos eventos online pagos, assinaturas de fãs, crachás e nossos próximos produtos de notícias independentes gratuitos para criadores até 2023. E quando introduzirmos um compartilhamento de receita, será menos do que os 30% que a Apple e outros levam".

Em outro post, alguns meses depois, apontando para a política da Apple, Zuckerberg disse que o corte da ‌App Store‌ "dificulta oportunidades para os criadores de ganhar dinheiro com seu trabalho".



"À medida que construímos para o metaverso, estamos focados em desbloquear oportunidades para os criadores ganharem dinheiro com seu trabalho. As taxas de 30% que a Apple cobra nas transações dificultam isso, por isso estamos atualizando nosso produto Assinaturas para que os criadores possam ganhar mais. Mais detalhes nos comentários abaixo".

O Facebook tem um longo histórico de chamar a ‌App Store‌ e sua comissão de 15% a 30% de "monopolista" e prejudicial aos clientes, acrescentando que a plataforma "bloqueia a inovação e concorrência". A Apple e a Meta tiveram uma disputa pública em 2020, onde a gigante de Cupertino recusou uma atualização do aplicativo do Facebook que destacava a taxa de 30% da ‌App Store‌.


Notificação de "compra dentro do mundo” do metaverso. Imagem: Meta

A Apple respondeu ao plano dizendo que "desnuda a hipocrisia da Meta", e acrescentou que, à medida que mira nas taxas da ‌App Store‌, a gigante da mídia social "alegremente tirará proveito dos criadores e pequenas empresas que usam a plataforma deles". Respondendo ao plano, o porta-voz da Apple, Fred Sainz, disse ao MarketWatch que o Facebook está simplesmente sendo hipócrita e que, embora reclame das taxas da própria plataforma da Maçã, quer cobrar ainda mais dos criadores.


"A Meta repetidamente atacou a Apple por cobrar dos desenvolvedores uma comissão de 30% por compras dentro do aplicativo na App Store – e usou pequenas empresas e criadores como bode expiatório a cada passo. Agora a Meta procura cobrar desses mesmos criadores significativamente mais do que qualquer outra plataforma. O anúncio revela a hipocrisia de Meta. Isso mostra que enquanto eles procuram usar a plataforma da Apple gratuitamente, eles pegam alegremente dos criadores e pequenas empresas que usam a plataforma deles".


Fontes: CNBC, The Verge, MarketWatch e MacRumors

15/4/2022 - 0h37