• Rafael de Angeli

Xiaomi supera Apple e se torna a 2ª vendedora mundial de smartphones no 2º trimestre de 2021

No segundo trimestre de 2021, quando as vendas geralmente caem por estarmos a poucos meses do lançamento de um novo iPhone, a Apple foi a terceira maior fornecedora mundial de smartphones, de acordo com estimativas de remessas divulgadas pela Canalys.


As vendas de iPhones foram superadas pelos smartphones da Samsung e da fabricante chinesa Xiaomi, que ultrapassou a Apple e ocupou o segundo lugar pela primeira vez na história.


A Samsung foi a mais popular, com 19% de participação de mercado e 15% de crescimento, enquanto a Xiaomi obteve 17% de participação de mercado, graças a um crescimento de 83% nas vendas de smartphones durante o trimestre. A Apple foi responsável por 14% do mercado, seguida pela Oppo e Vivo, com 10% cada.



O crescimento da Xiaomi se deve aos negócios no exterior, com a empresa aumentando as vendas em mais de 300% na América Latina, 150% na África e 50% na Europa Ocidental. A Xiaomi é conhecida por vender smartphones mais acessíveis e seu preço médio de venda é cerca de 75% mais barato do que os iPhones.



No futuro, para ultrapassar a Samsung, a Canalys sugere que a Xiaomi precisará aumentar suas vendas de aparelhos de última geração, como o Mi 11 Ultra, que custa mais de US$ 900 nos Estados Unidos.


"Portanto, uma das principais prioridades da Xiaomi neste ano é aumentar as vendas de seus dispositivos de última geração, como o Mi 11 Ultra. Mas será uma batalha difícil, com Oppo e Vivo compartilhando o mesmo objetivo, e ambas dispostas a gastar muito em marketing 'acima do limite' para construir suas marcas de uma forma que a Xiaomi não está. Todos os fornecedores estão lutando arduamente para garantir o fornecimento de componentes em meio à escassez global, mas a Xiaomi já tem seus olhos postos no próximo prêmio: substituir a Samsung para se tornar a maior fornecedora do mundo".

As remessas globais de smartphones variam de trimestre para trimestre, e geralmente a Apple e a Samsung ocupam o primeiro e o segundo lugar. No quarto trimestre de 2020, a Apple era a fornecedora número um de smartphones no mundo devido às fortes vendas dos modelos da linha iPhone 12. A Maçã pode ultrapassar a Xiaomi nos trimestres subsequentes conforme o lançamento do "iPhone 13" se aproxima.



Essa briga é sempre boa para os consumidores.

Torçamos pelas novas tecnologias para os próximos anos!

Fontes: Canalys e MacRumors

16/07/2021 - 0h44