• Rafael de Angeli

União Europeia concorda em forçar iPhone e AirPods a adotar USB-C até o final de 2024

A União Europeia (UE) chegou a um acordo histórico para forçar uma ampla gama de eletrônicos de consumo, incluindo o iPhone e os AirPods, a apresentar uma porta USB-C para carregamento até o final de 2024.


Em um comunicado à imprensa, a Comissão do Mercado Interno e Proteção ao Consumidor do Parlamento Europeu anunciou que chegou a um acordo para introduzir uma lei para tornar o USB-C a porta de carregamento comum em um grande número de eletrônicos de consumo até o final de 2024.


A proposta obrigará todos os fabricantes de eletrônicos de consumo que vendem dispositivos na Europa a garantir que todos os novos smartphones, tablets, laptops, câmeras digitais, headsets, fones de ouvido, consoles de videogame portáteis e alto-falantes portáteis tenham uma porta USB-C, independentemente do fabricante. As isenções se aplicarão apenas a dispositivos muito pequenos, como relógios inteligentes, rastreadores de saúde e alguns equipamentos esportivos, mas a legislação será expandida para outros eletrônicos ao longo do tempo.



Essa "porta comum" seria a primeira do mundo e afetaria a Apple em particular, pois usa amplamente o conector Lightning em vez do USB-C em muitos de seus dispositivos. Os eurodeputados afirmam que a medida reduzirá o lixo eletrônico, abordará a sustentabilidade do produto e tornará o uso de diferentes dispositivos mais conveniente.


A UE também procura garantir que as soluções de carregamento sem fio sejam interoperáveis (funcionem em todos os dispositivos) ​​à medida que a tecnologia evolui ao longo do tempo. A nova diretiva propõe capacitar a Comissão Europeia a desenvolver atos delegados que forcem as empresas a tornar suas soluções personalizadas de carregamento sem fio mais abertas e atender aos padrões de interoperabilidade, ajudando os consumidores a evitar ficarem presos a soluções proprietárias de carregamento, evitando a fragmentação e reduzindo o desperdício. Não há informações se isso inclui o sistema de carregamento MagSafe da Apple para o ‌iPhone‌ e os AirPods, pois é baseado no padrão de carregamento sem fio Qi.


Em 2018, a Comissão Europeia tentou chegar a uma resolução final sobre o assunto, mas não conseguiu entrar em vigor. Na época, a Apple alertou que forçar uma porta de carregamento comum na indústria sufocaria a inovação e criaria lixo eletrônico, pois os consumidores seriam forçados a mudar para novos cabos. O esforço da UE foi retomado no ano passado, com a Comissão Europeia liderando uma versão atualizada da diretiva. Em abril, a Comissão do Mercado Interno e Defesa do Consumidor votou a diretiva, com 43 votos a favor e apenas dois contra.


A legislação ainda precisa ser formalmente aprovada pelo Parlamento Europeu e pelo Conselho Europeu ainda este ano. Entrará em vigor 20 dias após a publicação no Jornal Oficial da UE e as suas disposições começarão a ser aplicadas a novos dispositivos após 24 meses.



Tanto o analista Ming-Chi Kuo quanto Mark Gurman, da Bloomberg, disseram que a Apple está testando uma versão do ‌iPhone‌ que possui uma porta USB-C em vez de uma entrada Lightning. Kuo acredita que a Maçã poderia mudar seu smartphone‌ para USB-C a partir do iPhone 15, em 2023, antes de fazer a transição dos AirPods e outros acessórios posteriormente. Esse prazo permitiria que a empresa mudasse seus dispositivos afetados para USB-C antes da entrada em vigor da diretiva da UE.



Fontes: European Parliament e MacRumors

11/6/2022 - 8h05