• Rafael de Angeli

Tim Cook compartilha detalhes sobre aquisições, futuro do Mac e mais na assembleia de acionistas

A reunião anual de acionistas da Apple ocorreu na manhã de 23 de fevereiro em um formato virtual, permitindo que eles votassem em propostas e enviassem perguntas aos executivos da empresa.


A Apple normalmente não revela informações sobre produtos em reuniões de acionistas, e 2021 não foi exceção. Muito do que foi dito foi uma recapitulação dos resultados do primeiro trimestre e uma reiteração das políticas da Maçã sobre privacidade, meio ambiente e outros valores essenciais.


O CEO da Apple, Tim Cook, disse aos acionistas que 2020 foi um período de inovação prolífica. "A Apple faz os melhores, mais úteis, mais inovadores e mais confiáveis ​​produtos que existem e, neste ano, levamos essa missão a outro nível".


Cook se recusou a fornecer detalhes específicos sobre quaisquer produtos futuros, mas disse que “há coisas interessantes pela frente para o iPhone" e "grandes coisas pela frente para a computação". A Apple está trabalhando em novos modelos do iPhone 13 que seguirão a linha do iPhone 12, e há rumores de iMacs e modelos de MacBook Pro renovados e reprojetados que terão chips Apple Silicon ainda mais poderosos.


Os AirPods Max são "extremamente populares entre revisores e usuários", e o HomePod mini foi descrito como "outro sucesso" durante a temporada de férias.


Cook disse que a Apple adquiriu cerca de 100 empresas ao longo dos últimos seis anos. "Não temos medo de olhar para aquisições de qualquer tamanho", disse Cook. "O foco está em empresas pequenas e inovadoras que complementam nossos produtos e ajudam a impulsioná-los".


Sobre o tema meio ambiente, Cook disse que a Apple está a caminho de cumprir sua "meta mais ambiciosa até agora", que é ser neutra em carbono em toda a sua cadeia de abastecimento até 2030. Alcançar essa meta é um esforço de toda a empresa e as inovações e avanços da Apple a estão diferenciando. "Acreditamos firmemente que todas as empresas - se desejam ser competitivas no futuro - devem começar com liderança nesta área", disse Cook. A gigante de Cupertino também tem, como objetivo, fazer todos os seus produtos sem extrair nada da terra no futuro, e a "natureza lunar" desse objetivo "criou uma enorme energia internamente" para fazer grandes mudanças. A Apple, em 2020, eliminou adaptadores de energia e fones de ouvido da embalagem do ‌iPhone‌, o que a empresa disse ter sido feito para promover objetivos ambientais e reduzir o desperdício.


"Sempre acreditei que a hora de falar abertamente é aquela em que você tem algo a dizer", disse Cook em uma pergunta sobre por que a Apple estava falando sobre privacidade neste momento. O CEO disse que espera que os esforços da empresa para melhorar a privacidade, tanto na App Store quanto em aplicativos com rótulos de privacidade de aplicativos e requisitos de transparência de apps, sejam uma "onda no oceano" movendo toda a indústria para a frente. A Apple continua a apoiar uma lei federal abrangente de privacidade nos Estados Unidos e leis mundiais e acordos internacionais para proteger os "direitos fundamentais de privacidade em todos os lugares".


Ao enfrentar os desafios da pandemia, Cook disse que a Apple ainda está aprendendo coisas novas, mas a "notável corrida de inovação e criatividade" é uma prova da resiliência dos funcionários durante um período de provações. Os funcionários da Maçã se adaptaram e colaboraram melhor, mas Cook disse que "não há substituto para um encontro cara a cara" e que a maioria dos funcionários da empresa "não pode esperar" para se reunir no escritório novamente.


Cook também falou sobre diversidade e inclusão, igualdade de remuneração na Apple, Apple TV+, regulamentação da ‌App Store‌, objetivos de educação da Apple e, curiosamente, identidade da empresa.


"O mundo mudou de muitas maneiras, mas de maneiras fundamentais, a Apple não [mudou]. A Apple é formada por pessoas que querem passar suas vidas fazendo coisas que enriquecem a vida de outras pessoas, tornando-as mais realizadas, mais criativas e mais humanas. Sentimo-nos confortáveis ​​em dizer não a muitas coisas e focamos o laser nas áreas onde podemos ter o maior impacto, inovando incansavelmente. Tecnologia feita por pessoas, para pessoas e com o bem estar das pessoas em mente. No seu melhor e mais promissor, a tecnologia deve nos ajudar a deixar o mundo melhor do que o encontramos".

Olhando para o futuro, Cook disse que não vê desafios em 2021, mas oportunidades que precisarão ser gerenciadas "de forma criativa, inteligente e diligente". O CEO disse que nas atuais linhas de produtos ‌iPhone‌, Mac e Apple Watch, nunca houve um conjunto de produtos com um "maior grau de potencial futuro".


Cook disse que nunca houve um ambiente mais desafiador em que a Apple operou do que a pandemia deste ano, mas ele está otimista sobre o futuro e a gigante de Cupertino está sempre pensando em como ajudar as comunidades a emergirem com uma recuperação mais forte, justa e igualitária, e "como tudo isso pode ser ajudado por tecnologia de classe mundial que coloca a humanidade em seu coração”.



Fonte: MacRumors

27/02/2021 - 2h07