• Rafael de Angeli

‘O novo iPhone SE é bem-sucedido em seu papel pretendido’, afirma o CIRP

Os dados mostraram que cerca de 73% dos que compram um iPhone SE estavam atualizando de um modelo de iPhone com mais de quatro anos de idade.


‘O novo iPhone SE 2020 é bem-sucedido em seu papel pretendido’, afirma o Consumer Intelligence Research Partners (CIRP), com base em sua mais recente pesquisa de compradores.


A Apple queria que o iPhone SE persuadisse os proprietários de iPhones mais antigos a atualizarem, sem afetar muito as vendas de modelos mais caros - e os dados de compra do último trimestre fiscal sugerem que ela conseguiu esse objetivo.


O iPhone SE representou uma participação decente de 19% (de todas as vendas do iPhone), mesmo estando disponível apenas por uma parte do trimestre. Por US$ 399 para o modelo básico, o SE tem um preço bem abaixo do XR e substitui com muito sucesso a linha iPhone 8, de quase três anos, como modelo de entrada.


Para o iPhone SE, o CIRP determinou que os clientes da Apple eram mais propensos a atualizar se tivessem outro iPhone, geralmente um modelo significativamente mais antigo.


Os dados mostraram que cerca de 73% dos que compram um iPhone SE estavam atualizando de um modelo com mais de quatro anos de idade.


"A cada poucos anos, a Apple lança um novo iPhone de baixo custo, com recursos atualizados, para varrer os clientes usando os iPhones mais antigos", disse Mike Levin, sócio e cofundador do CIRP. "O iPhone SE parece ter atingido esse segmento específico de usuários antigos do iPhone".

‘Embora a troca de sistema operacional tenha diminuído nos últimos anos, ainda mais compradores de SE vieram da base instalada do iOS, em comparação com os compradores de outros modelos de iPhone. E, no trimestre, os compradores de SE tinham telefones realmente antigos, com quase três quartos tendo um iPhone com três anos ou mais. Portanto, eles fizeram o upgrade dos modelos iPhone 5, 6 ou 7, o que significa que esses usuários realmente esperaram um pouco para comprar um novo telefone’.


"Esses são os usuários que evidentemente resistiram à atualização para telefones mais novos a preços mais atraentes, como o iPhone 11, o iPhone XR do ano passado, e até o iPhone 8 e 8 Plus, lançado em 2017, à medida em que seus preços caíam ao longo dos anos".

Parecia oferecer pouca ameaça ao iPhone 11, responsável pela maior parte das vendas no período de abril a junho.


"Os modelos iPhone 11 e 11 Pro do outono de 2019 continuam sendo os mais populares, combinando cerca de dois terços das vendas", disse Josh Lowitz, parceiro e cofundador do CIRP.

‘A comparação novamente é complicada, com o lançamento do iPhone SE no final de abril de 2020. Um ano atrás, o iPhone XR registrou quase metade das vendas no trimestre. Este ano, as vendas foram divididas entre os modelos mais diversos, com até os iPhones 8 e 8 Plus mais baratos e, finalmente, aposentados, com 8% das vendas. No final deste trimestre passado, a Apple tinha uma linha mais simples do que no passado, com apenas o XR, 11, 11 Pro, 11 Pro Max e o novo SE’.


Leia também:

- Apple lança novo iPhone SE com tela de 4,7 polegadas, chip A13 e Touch ID

- iPhone 11 foi o smartphone mais vendido do mundo no primeiro trimestre de 2020



Fonte: 9TO5Mac

20/07/2020 - 23h47

NewsOnApple_Site_vertical.png
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Youtube
  • Apple Podcasts
  • Spotify
  • Deezer
  • Google_Podcasts_Logo_2


ASSINE NOSSA NEWSLETTER

2019-2020 © News On Apple. Todos os direitos reservados.