• Rafael de Angeli

Facebook faz Apple adiar atualização de privacidade do iOS 14 para o início de 2021

A Maçã está adiando uma atualização de privacidade para o iOS 14 depois que o Facebook anunciou que iria destruir sua receita de publicidade.


A Apple está dando, aos desenvolvedores, um pouco mais de tempo para se prepararem para uma atualização para o iOS 14 que permitirá, aos usuários, optarem por não serem rastreados para fins publicitários.


A atualização deveria ser lançada como parte do iOS 14, que deve ser disponibilizado para todos os usuários entre setembro e outubro. Em um comunicado na quinta-feira (3), no entanto, a Apple disse que estava atrasando esta parte específica da atualização até 2021.


"Queremos dar aos desenvolvedores o tempo de que precisam para fazer as mudanças necessárias e, como resultado, a exigência de usar essa permissão de rastreamento entrará em vigor no início do próximo ano".

Quando a Apple anunciou a atualização de privacidade, atraiu o rancor de desenvolvedores que disseram que isso poderia causar estragos em seus fluxos de receita de publicidade. O Facebook disse que a atualização pode reduzir as receitas de sua Audience Network (Rede de Audiência) em até 50%. A empresa acrescentou que a mudança pode até mesmo levá-la a interromper totalmente o desenvolvimento de sua Audience Network para iOS.


"Esta não é uma mudança que queremos fazer, mas infelizmente as atualizações da Apple para o iOS 14 forçaram essa decisão. Sabemos que isso pode afetar seriamente a capacidade dos editores de monetizar por meio da Audience Network no iOS 14 e, apesar de nossos melhores esforços, pode tornar a Audience Network tão ineficaz no iOS 14 que pode não fazer sentido oferecê-la no iOS 14 no futuro", disse o Facebook, em um blog, em 26 de agosto.

Separadamente, a Apple e o Facebook estão envolvidos em uma briga sobre a comissão que a gigante de Cupertino tira dos pagamentos no aplicativo.


O Facebook pediu à Apple que renunciasse à sua comissão usual de 30% como parte de uma atualização que permitiria aos usuários comprarem ingressos para eventos do Facebook no aplicativo. A Apple recusou, e o Facebook tentou adicionar uma nota para os usuários do iOS alertando-os sobre o fato de que 30% de seu pagamento seria para a Apple. A Maçã, então, bloqueou a atualização do Facebook, que incluía esta nota, alegando que continha "informações irrelevantes", disse o Facebook à Reuters.


Leia também:

Zuckerberg, CEO do Facebook, diz que 'App Store bloqueia inovação e concorrência'



Fonte: Business Insider

05/09/2020 - 9h00

NewsOnApple_Site_vertical.png
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Youtube
  • Apple Podcasts
  • Spotify
  • Deezer
  • Google_Podcasts_Logo_2


ASSINE NOSSA NEWSLETTER

2019-2020 © News On Apple. Todos os direitos reservados.