top of page
  • Foto do escritorRafael de Angeli

Apple perde coroa de empresa mais valiosa do mundo para a petrolífera Saudi Aramco

A Apple não é mais a empresa mais valiosa do mundo. A petrolífera saudita Aramco assumiu esse título. Segundo a Bloomberg, essa reversão se deve a um aumento nos preços do petróleo devido à inflação.


A Saudi Aramco, que atingiu uma capitalização de mercado de US$ 2,43 trilhões, ultrapassou a Apple pela primeira vez desde dezembro de 2019. Na tarde de quarta-feira (11), as ações da gigante de Cupertino caíram 5,18% na Bolsa de Valores de Nova York. No início do ano, a Maçã chegou ao valor recorde de mercado de US$ 3 trilhões, cerca de US$ 1 trilhão a mais que o da Aramco. Desde então, a empresa caiu 16%, enquanto a Aramco aumentou 27%.


Embora um aumento nos preços do petróleo seja bom para os lucros da Aramco, a inflação cada vez maior está fazendo com que o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) aumente as taxas de juros em um ritmo muito rápido. Por causa disso, os investidores estão abandonando as empresas de tecnologia e fazendo com que os preços das ações caiam ao longo do caminho.


Tim Ghriskey, estrategista sênior de portfólio da Ingalls & Snyder, acredita que levará algum tempo até que as empresas de tecnologia se recuperem. Com o Fed planejando continuar aumentando as taxas de juros e sem sinais de resolução da guerra na Ucrânia, os gigantes da tecnologia não conseguem manter seu domínio no momento.


"Há pânico vendendo muita tecnologia e outros nomes de alta multiplicidade, e o dinheiro que sai de lá parece destinado principalmente à energia, que por enquanto tem uma perspectiva favorável, dados os preços das commodities. Empresas como a Aramco estão se beneficiando significativamente desse ambiente".


As restrições da cadeia de suprimentos por causa dos conflitos mundiais continuarão a atormentar a Apple por um tempo. A empresa recentemente compartilhou seus resultados financeiros do segundo trimestre de 2022 e mencionou que espera que problemas na cadeia de suprimentos afetem seus resultados no terceiro trimestre. A Bloomberg mencionou que as ações da Maçã ainda são relativamente seguras para comprar, pois a empresa manteve um crescimento constante este ano.


Apesar da Aramco neste momento vencer a Apple, a gigante da tecnologia de Cupertino ainda é a empresa mais lucrativa dos Estados Unidos, com a Microsoft em segundo lugar.



Fontes: Bloomberg e 9to5Mac

13/5/2022 - 3h16

Σχόλια


bottom of page