• Rafael de Angeli

Apple é a primeira empresa do mundo a ultrapassar o valor de US$ 3 trilhões

A Apple hoje se tornou a primeira empresa de US$ 3 trilhões do mundo com base na capitalização de mercado, que é o valor de todas as ações em circulação da empresa. O marco veio depois que o preço das ações da Maçã subiu mais de 40% no ano passado.


O feito impressionante de US$ 3.000.000.000.000,00 (cerca de R$ 17 trilhões), que a Apple alcançou quando o preço de suas ações atingiu a marca de US$ 182,86 durante o pregão da NASDAQ (às 13h45 pelo horário de Brasília), ocorre pouco mais de 16 meses depois que a Maçã se tornou uma empresa de US$ 2 trilhões e menos de três anos e meio depois que ela atingiu a marca de US$ 1 trilhão.


A Apple relatou fortes resultados de ganhos desde o início da pandemia, já que seus produtos e serviços estão em alta demanda, à medida que mais pessoas trabalham, aprendem e se conectam com outras em casa. A receita da empresa está estimada em US$ 118 bilhões no trimestre atual, superando seu recorde trimestral de US$ 111,4 bilhões estabelecido há um ano.


Em um memorando compartilhado com a equipe quando a Apple atingiu a marca de US$ 1 trilhão em 2018, o CEO da Apple, Tim Cook, disse que a conquista "não foi a medida mais importante do nosso sucesso", acrescentando que "os retornos financeiros são simplesmente o resultado da inovação da Apple, colocando nosso produtos e clientes em primeiro lugar, e sempre mantendo-nos fiéis aos nossos valores".


"Atingir US$ 3 trilhões é outro momento histórico para a Apple, já que a empresa continua a provar que os céticos estão errados com o renascimento da história de crescimento ocorrendo em Cupertino", disse o analista Dan Ives, da Wedbush, que estima uma meta de preço de US$ 200 para a ação AAPL.

A Apple fechou o dia valendo US$ 2,986 trilhões. A Microsoft segue em segundo lugar, valendo US$ 2,513 trilhões, enquanto a Alphabet/Google vale US$ 1,924 trilhão, aparecendo em terceiro.



A gigante de Cupertino buscará construir seu sucesso, em 2022, com uma ampla gama de produtos com rumores de lançamentos, incluindo pelo menos cinco novos Macs, um iPad Pro redesenhado com suporte para carregamento sem fio, uma versão robusta do Apple Watch, AirPods Pro de segunda geração, um Headset AR/VR focado em jogos, consumo de conteúdo, comunicações e muito mais.



Fontes: NASDAQ e MacRumors

3/1/2022 - 19h00