top of page
  • Rafael de Angeli

Apple é processada com ação coletiva por 'efeito geleca' no iPad mini de 6ª geração

Christopher Bryan, morador do Colorado, nos EUA, entrou com uma ação coletiva contra a Apple, acusando a empresa de comercializar e vender fraudulentamente o iPad mini de sexta geração, apesar de estar ciente do chamado defeito de "efeito geleca" (jelly scrolling) no dispositivo, de acordo com documentos judiciais analisados pelo site MacRumors.


Alguns dias após o lançamento do iPad mini de sexta geração, em setembro de 2021, alguns usuários começaram a notar que o texto estava aparecendo ligeiramente irregular ao rolar na orientação retrato no dispositivo. Especificamente, o texto no lado esquerdo da tela parece ficar um pouco atrás do texto no lado direito durante a rolagem.


A queixa, apresentada no Tribunal Distrital do Norte da Califórnia, alega que a Apple está ciente do defeito, mas continua a vender o iPad mini sem corrigir o defeito ou alterar seus materiais de marketing para refletir a existência do "problema".


No final de setembro, um porta-voz da Apple disse que o efeito é "um comportamento normal para telas de LCD", também de acordo com Andrew Cunningham, do site Ars Technica. A iFixit também confirmou que o efeito é comum para telas, mas a empresa de reparos especulou que pode ser mais proeminente no novo iPad mini devido à placa controladora do monitor do tablet ser montada verticalmente dentro do dispositivo, em vez de horizontalmente como no iPad Air de quarta geração.



O processo pede indenização em valor a ser comprovado em julgamento para qualquer pessoa nos Estados Unidos que tenha comprado um novo iPad mini de sexta geração. Antes de prosseguir, a ação coletiva precisa ainda ser aprovada pela Corte Distrital do Norte da Califórnia.



Fonte: MacRumors

11/2/2022 - 1h01

bottom of page