• Rafael de Angeli

Aplicativos poderão solicitar e usar mais memória RAM no iOS/iPadOS 15

A Apple está dando um grande passo que permitirá aos desenvolvedores melhorar o desempenho de seus aplicativos em iPhones e iPads, dando a capacidade de acessar mais memória RAM no iOS/iPadOS 15.


Atualmente, os aplicativos são limitados à memória RAM que podem usar, independentemente da quantidade disponível no dispositivo. Por exemplo, apesar do iPad Pro M1 de última geração contar com 16 GB de RAM, no iPadOS 14 os aplicativos são limitados para usar apenas 5 GB de memória. 16 GB de RAM é a maior quantidade já oferecida em um iPhone ou iPad, e a limitação de 5 GB significa que os aplicativos não podem utilizar nem a metade do que o tablet profissional da Maçã tem a oferecer.


No segundo beta do iOS/iPadOS 15, lançado exclusivamente para os desenvolvedores nesta quinta-feira (24), a Apple introduziu um novo direito, onde os desenvolvedores podem solicitar e expor seus aplicativos a mais memória. A Apple afirma que esse procedimento informará ao sistema que um app "pode ​​ter um desempenho melhor se exceder o limite de memória padrão do aplicativo". A documentação do desenvolvedor da Apple não especifica a quantidade de RAM extra à qual um aplicativo pode ser exposto e também diz que o recurso "é limitado a dispositivos compatíveis".


"Adicione este direito ao seu aplicativo para informar ao sistema que alguns dos recursos principais do seu aplicativo podem ter um desempenho melhor excedendo o limite de memória do aplicativo padrão em dispositivos compatíveis. Se você usar este direito, certifique-se de que seu aplicativo ainda se comporte corretamente se não houver memória adicional disponível".

Embora a Apple não especifique a quantidade de memória RAM extra que um aplicativo pode solicitar, o texto da documentação, que aconselha os desenvolvedores a usar uma função para "determinar a quantidade de memória disponível", sugere que o limite que os aplicativos podem solicitar pode ser relativamente alto.


É improvável que a Apple permita que os desenvolvedores utilizem toda a memória de um dispositivo. Embora esse cenário possa ser útil para aplicativos profissionais de ponta no iPad Pro, ele tornaria o sistema significativamente mais lento e dificultaria a multitarefa com diferentes apps. Os usuários do iPad Pro, e mais recentemente do novo iPad Pro com chip M1, reclamam que o iPadOS está limitando o verdadeiro desempenho potencial do iDevice.


Apesar das esperanças de muitos usuários, o iPadOS 15 não introduziu nenhum recurso significativo que aproveitasse ao máximo o hardware do iPad, especificamente do iPad Pro com chip Apple Silicon M1. No entanto, a capacidade dos aplicativos de solicitar acesso a mais RAM no dispositivo é um grande passo para que possam utilizar ainda mais o que o dispositivo tem a oferecer.


O nova funcionalidade já pode ser usada pelos desenvolvedores para testes, mas não estará disponível para aplicativos na App Store até o lançamento oficial do iOS 15 e do iPadOS 15, que devem ser liberados para todos os usuários entre setembro e outubro, junto com o watchOS 8, o tvOS 15 e o macOS Monterey 12.

Fonte: MacRumors

27/06/2021 - 1h04