• Rafael de Angeli

Vendas de Macs caem 21% no primeiro trimestre de 2020 no mercado global

As vendas de Macs caíram no primeiro trimestre de 2020, afirmam analistas, mas enquanto os PCs comercializados caíram 8% em relação ao ano anterior, o declínio anual da Apple no mercado de PCs é mais do que o dobro da média global.



Durante a pandemia global de coronavírus, a demanda por computadores para trabalhar em casa aumentou, à medida em que pessoas e empresas tentam replicar suas condições de trabalho na segurança de sua casa ou apartamento. Apesar disso, problemas relacionados ao COVID-19 significavam que as empresas não podiam acelerar a produção para atender as demandas e até prejudicar a indústria como um todo.


Em uma análise da Canalys, as remessas globais de PCs caíram 8% no primeiro trimestre de 2020, uma queda de 58,3 para 53,7 milhões de unidades, em relação ao primeiro trimestre de 2019 com o mesmo período em 2020.


Dos cinco principais fornecedores monitorados pela Canalys, a Apple foi a mais atingida, na desaceleração, com a queda de 4 milhões de unidades, no primeiro trimestre de 2019, para 3,2 milhões, no primeiro trimestre de 2020, representando um declínio de 21% em relação ao ano anterior. Também representa uma contração na participação de mercado, de 7% no trimestre de 2019 para 6% em 2020, embora a Maçã ainda tenha conseguido manter sua quarta posição no gráfico.



"A indústria de PCs foi impulsionada pelo bloqueio global do COVID-19, com produtos saindo das prateleiras durante o primeiro trimestre", disse o diretor de pesquisas da Canalys, Rushabh Doshi. "Mas os fabricantes de PC começaram o ano de 2020 com um suprimento restrito de processadores Intel, causado por uma transição fracassada para processadores de 10 nanômetros. Isso foi agravado quando as fábricas na China não conseguiram reabrir após os feriados lunares do ano novo".

O declínio percentual anual da Apple é, de longe, o maior entre os fornecedores, com o segundo lugar da HP sendo o mais próximo, com retração anual de 13,8%, seguido pelo quinto lugar da Acer, com queda de 12,6%. Primeiro, a Lenovo viu o crescimento anual cair 4,4%, mas conseguiu ganhar participação de mercado, de 23% para 23,9%.


A principal beneficiária é a Dell, que está em terceiro lugar no gráfico. Ao observar um crescimento anual de 1,1% no trimestre, a participação de mercado da Dell no período aumentou de 17,8%, no primeiro trimestre de 2019, para 19,6%, no primeiro trimestre de 2020.


O analista da Canalys, Ishan Dutt, alerta que, embora as restrições de produção provavelmente diminuam no segundo trimestre, ao mesmo tempo é improvável que a demanda por computadores no primeiro trimestre seja mantida por muito tempo e com uma perspectiva sombria para o resto do ano. "Poucas empresas gastam em tecnologia para seus escritórios, enquanto muitas residências serão equipadas com ela", sugere Dutt.


Resta ver como outros elementos do império da Apple se sairão com a crise, mas os primeiros relatórios sugeriram que algumas áreas podem se sair surpreendentemente bem. Em fevereiro, foi relatado um aumento na demanda por tablets em uma tradicional "estação lenta" dos produtos, o que pode ajudar a aumentar as vendas dos iPads. O lançamento dos novos iPads Pro, em março, pode também estar ajudando neste sentido.


Notícia relacionada:

- Apple lança novo iPad Pro com scanner LiDAR e suporte a trackpad



Fonte: appleinsider

NewsOnApple_Site_vertical.png
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Youtube
  • Apple Podcasts
  • Spotify
  • Deezer
  • Google_Podcasts_Logo_2


ASSINE NOSSA NEWSLETTER

2019-2020 © News On Apple. Todos os direitos reservados.