• Rafael de Angeli

Tim Cook, CEO da Apple, fala sobre o impacto a longo prazo, do coronavírus, em nova entrevista

O CEO da Apple, Tim Cook, visitou Birmingham, Alabama, Estados Unidos, na quinta-feira (27), e concedeu uma entrevista para a Fox Business.



Expandindo seus comentários sobre o coronavírus, Cook diz que as coisas estão progredindo conforme o esperado em termos de "trazer as coisas de volta", mas isso levará algum tempo. "Em geral, acho que essa é uma condição temporária, não um tipo de coisa a longo prazo. A Apple é fundamentalmente forte, e é assim que eu a vejo", disse Cook.


O CEO não tem certeza se o coronavírus continuará afetando as vendas da Apple além do primeiro trimestre de 2020. "Ainda estamos em fevereiro e há motivos para otimismo, mas vamos ver", disse ele. O foco mudou da China para a Coréia do Sul e Itália, e Cook disse acreditar que é importante ver "o que acontece lá e se algo novo sairá disso".


Sobre o tema das flutuações de estoque devido ao coronavírus, Cook disse o seguinte:

“Realmente não me concentro no curto prazo em relação ao mercado. Penso que a forma como administramos a empresa, trabalhamos para o longo prazo e não vejo diferença de longo prazo entre o que estava acontecendo há quatro semanas e o que está acontecendo hoje”.
“O mercado leva tempo para reconhecer isso e assim por diante. Vai fazer o que precisa ser feito e sou a última pessoa capaz de prever isso. Para mim, sim, eu olho através disso. Olhe através do barulho e se concentre no futuro. E o futuro parece muito brilhante”.

Cook foi perguntado se a Apple está trabalhando para mover mais de sua cadeia de suprimentos para fora da China, e disse que os dispositivos da Maçã têm componentes de todo o mundo. Na China, Cook disse especificamente que a Apple se concentra na resiliência da cadeia de suprimentos, não no desastre.


“A pergunta para nós, depois que chegarmos ao outro lado, será 'a resistência estava lá ou não, e precisamos fazer algumas mudanças?' Minha perspectiva aqui, hoje, é que, se houver mudanças, você está falando em ajustar alguns botões, não algum tipo de mudança fundamental por atacado”.

Tim Cook também falou sobre como ele gerencia seu relacionamento com Donald Trump e se seus esforços para se envolver com a campanha de Trump causaram reação dos funcionários.


“Eu tento fazer o que digo e digo o que faço. Minha perspectiva é que o engajamento é sempre melhor, porque permanecer na linha lateral e gritar, não fazem nada além de polarização”.
“Quero me vestir e desempenhar um papel e, se discordar de algo, quero tentar influenciá-lo. Se eu concordar com alguma coisa, quero tentar ampliar e descobrir de que maneira posso ser um grande cidadão do país. Essa é a minha perspectiva sobre as coisas e a maneira como tentamos liderar a empresa”.

O CEO abordou alguns outros tópicos, como os planos da Apple de abrir lojas de varejo na Índia e o foco da empresa nas políticas. A entrevista completa pode ser vista na Fox Business.



Fonte: MacRumors

NewsOnApple_Site_vertical.png
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Youtube
  • Apple Podcasts
  • Spotify
  • Deezer
  • Google_Podcasts_Logo_2


ASSINE NOSSA NEWSLETTER

2019-2020 © News On Apple. Todos os direitos reservados.