• Rafael de Angeli

Apple TV+ e gigantes do streaming reduzem suas qualidades na Europa

Para não ter problemas durante a pandemia do COVID-19, o mesmo pode acontecer no Brasil e no mundo


Em meio à pandemia do coronavírus, a Apple decidiu reduzir a qualidade de um de seus mais recentes produtos: o Apple TV+. O pedido partiu da União Europeia às principais empresas de streaming: Apple, Netflix, Google e Amazon. Com isso, serviços como Apple TV+, Netflix, YouTube e Amazon Prime Video, estão reduzindo suas qualidades, com o objetivo de não sobrecarregar a internet, contando que a maioria dos europeus estão trabalhando em suas casas.


"Devido aos desafios extraordinários criados pelo coronavírus, a Netflix decidiu começar a reduzir a taxa de bits em todas as nossas transmissões na Europa por 30 dias", informou a empresa à Variety na quinta-feira (19).

De acordo com o 9to5Mac, a resolução dos vídeos do Apple TV+, na Europa, passou de 4K/Full HD (1080p) para até 670 pixels, uma resolução menor que o HD (720p). A Apple também pode ter aplicado uma compressão ainda maior nos arquivos em seus servidores.


Neste domingo, a Globo, no Brasil, também anunciou que está reduzindo a qualidade do GloboPlay, sua plataforma de streaming. Por enquanto, em nosso país, apenas a Globo se pronunciou positivamente, enquanto outras estão avaliando a possibilidade.


"Começamos com a Europa, dadas as preocupações relatadas pelo comissário sobre as redes europeias. Continuaremos a trabalhar com provedores de serviços de Internet e governos de todo o mundo e aplicaremos essas mudanças conforme necessário em outros lugares”, informou a NetFlix.

O maior problema é que alguns destes produtos têm planos exclusivos para alta qualidade, como conteúdos em 4K, por exemplo, o que tem feito clientes cancelarem ou reduzirem seus planos.


No caso específico do GloboPlay, a Globo já teve vários problemas no início da temporada 2020 do Big Brother Brasil, deixando muitos assinantes irritados, mesmo com o COVID-19 não tendo chegado ao país na época. Possivelmente a empresa fez isso para não ter piores resultados, caso a demanda aumente consideravelmente neste período de quarentena brasileira.

NewsOnApple_Site_vertical.png
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Youtube
  • Apple Podcasts
  • Spotify
  • Deezer
  • Google_Podcasts_Logo_2


ASSINE NOSSA NEWSLETTER

2019-2020 © News On Apple. Todos os direitos reservados.