• Rafael de Angeli

Apple é indicada a 35 prêmios Emmy, sendo 20 deles pela série 'Ted Lasso'

As produções Mythic Quest, Central Park, Servant, Billie Eilish: The World’s a Little Blurry, Boys State, O Natal Mágico de Mariah Carey, Bruce Springsteen: Letter To You, The Year Earth Changed e Carpool Karaoke: The Series, do Apple TV+, também receberam indicações ao prêmio.


A Apple foi indicada a 35 prêmios Primetime Emmy Award, sendo 20 deles por "Ted Lasso", que bateu recordes ao se tornar a série de comédia mais indicada este ano e a mais indicada da história durante seu primeiro ano. Os vencedores da 73ª edição do Primetime Emmy Award serão anunciados na cerimônia anual no dia 19 de setembro de 2021.


Fenômeno mundial, a série de comédia "Ted Lasso", do Apple TV+, dominou as principais categorias com 20 indicações, entre elas: Melhor Série de Comédia, Melhor Ator em Série de Comédia (Jason Sudeikis), duas indicações a Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Comédia (Hannah Waddingham e Juno Temple), quatro indicações a Melhor Ator Coadjuvante em Série de Comédia (Brendan Hunt, Brett Goldstein, Jeremy Swift e Nick Mohammed), três indicações a Melhor Direção de Série de Comédia, duas indicações a Melhor Roteiro de Série de Comédia e duas indicações a Melhor Edição de Série de Comédia.


A Apple também foi indicada ao Primetime Emmy Award deste ano por 10 séries, entre elas: Mythic Quest, Central Park, Servant, Billie Eilish: The World’s a Little Blurry, Boys State, O Natal Mágico de Mariah Carey, Bruce Springsteen: Letter to You, The Year Earth Changed e Carpool Karaoke: The Series.


Zack Van Amburg, chefe Worldwide Video da Apple:

"Desde o lançamento há menos de dois anos, o que mais nos anima talvez seja ver séries como 'Ted Lasso', 'Mythic Quest', 'Central Park', 'Billie Eilish: The World’s a Little Blurry', 'Servant' e muitas outras envolverem o público do mundo todo com tanta intensidade. Ouvir sobre as histórias dos espectadores que se sentiram tocados pelos personagens brilhantes e sobre os caminhos que percorrem com eles ainda nos fascina. Nós, da Apple, parabenizamos todos os envolvidos na criação dessas histórias únicas por esse destaque merecido".

Jamie Erlicht, chefe Worldwide Video da Apple:

"Nada é mais emocionante para nós do que testemunhar nosso elenco talentoso e nossas equipes criativas sendo reconhecidos pelo trabalho extraordinário. Adoramos que a evolução e o crescimento dessas histórias sejam contados nos Apple Originals, e não vemos a hora do público poder conhecer ainda mais nas próximas temporadas. Ser reconhecido pela Television Academy hoje em tantas categorias diferentes é uma conquista incrível para muitas das nossas séries, e não poderíamos estar mais orgulhosos de todos os envolvidos".

No total, a Apple foi indicada a 35 prêmios Emmy com seu conteúdo do serviço de streaming Apple TV+:

  • Melhor Série de Comédia: “Ted Lasso”

  • Melhor Ator em Série de Comédia: “Ted Lasso”, Jason Sudeikis

  • Melhor Ator Coadjuvante em Série de Comédia: “Ted Lasso”, Brett Goldstein

  • Melhor Ator Coadjuvante em Série de Comédia: “Ted Lasso”, Brendan Hunt

  • Melhor Ator Coadjuvante em Série de Comédia: “Ted Lasso”, Nick Mohammed

  • Melhor Ator Coadjuvante em Série de Comédia: “Ted Lasso”, Jeremy Swift

  • Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Comédia: “Ted Lasso”, Juno Temple

  • Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Comédia: “Ted Lasso”, Hannah Waddingham

  • Melhor Fotografia de Série com Câmera Única (Meia Hora): “Servant”

  • Melhor Direção de Série de Comédia: “Ted Lasso”, Zach Braff

  • Melhor Direção de Série de Comédia: “Ted Lasso”, M.J. Delaney

  • Melhor Direção de Série de Comédia: “Ted Lasso”, Declan Lowney

  • Melhor Roteiro de Série de Comédia: “Ted Lasso”, Piloto

  • Melhor Roteiro de Série de Comédia: “Ted Lasso”, “Rebecca Grande Novamente”

  • Melhor Elenco em Série de Comédia: “Ted Lasso”

  • Melhor Música de Abertura: “Ted Lasso”

  • Melhor Design de Produção de Série Narrativa (Meia Hora): “Ted Lasso”

  • Melhor Edição de Som em Série de Comédia ou Drama (Meia Hora) e Animação: “Ted Lasso”

  • Melhor Edição de Fotografia de Série de Comédia com Câmera Única: “Ted Lasso”, A.J. Catoline

  • Melhor Edição de Fotografia de Série de Comédia com Câmera Única: “Ted Lasso”, Melissa McCoy

  • Melhor Mixagem de Som em Série de Comédia ou Drama (Meia Hora) e Animação: “Ted Lasso”

  • Melhor Edição de Fotografia de Série de Não Ficção: “Billie Eilish: The World’s A Little Blurry”

  • Melhor Direção de Música: “Billie Eilish: The World’s A Little Blurry”

  • Melhor Edição de Som de Série de Não Ficção ou Reality (Com Uma ou Mais Câmeras): “Billie Eilish: The World’s A Little Blurry”

  • Melhor Mixagem de Som de Série de Não Ficção ou Reality (Com Uma ou Mais Câmeras): “Billie Eilish: The World’s A Little Blurry”

  • Melhor Dublagem: “Central Park”, Stanley Tucci

  • Melhor Dublagem: “Central Park”, Tituss Burgess

  • Melhor Narração: “Mythic Quest”, Anthony Hopkins

  • Melhor Edição de Som em Série de Comédia ou Dramática (Meia Hora) e Animação: “Mythic Quest”

  • Melhor Documentário ou Especial de Não Ficção: “Boys State”

  • Melhor Direção de Documentário/Série de Não Ficção: “Boys State”

  • Melhor Narração: “The Year Earth Changed”, David Attenborough

  • Melhor Maquiagem Contemporânea para Série de Variedade, Não Ficção ou Reality (Sem Prótese): “O Natal Mágico de Mariah Carey”

  • Melhor Mixagem de Som para Série de Variedade ou Especial: “Bruce Springsteen’s Letter to You”

  • Melhor Série de Comédia, Drama ou Variedade de Curta Duração: “Carpool Karaoke: The Series”


Quando concorreu pela primeira vez no ano passado, a Apple fez história com 18 indicações ao Primetime Emmy Award pelas séries The Morning Show, Beastie Boys Story, Em Defesa de Jacob, Central Park, Home e The Elephant Queen. As séries, os filmes e os documentários Apple Original já receberam 117 prêmios e 471 indicações em menos de dois anos.


Ted Lasso


Jason Sudeikis é Ted Lasso, um técnico de futebol americano que se muda para a Inglaterra para treinar um time de futebol, apesar da falta de experiência. Mas o que lhe falta em conhecimento, ele compensa com otimismo, força e… biscoitos. A série mundialmente aclamada também é estrelada por Hannah Waddingham, Brendan Hunt, Jeremy Swift, Juno Temple, Brett Goldstein, Phil Dunster e Nick Mohammed. Sarah Niles faz parte do elenco desta temporada como Sharon, uma psicóloga esportiva chamada para trabalhar para a AFC Richmond.


Além de protagonista, Sudeikis também é produtor executivo ao lado de Bill Lawrence. A série é uma colaboração da produtora de Lawrence, Doozer Productions, com a Warner Bros. e a Universal Television, uma divisão do Universal Studio Group. Jeff Ingold, da Doozer, também assume o papel de produtor executivo, com coprodução de Liza Katzer. Criada por Jason Sudeikis, Bill Lawrence, Brendan Hunt e Joe Kelly, a série é baseada no formato e nos personagens já exibidos no canal norte-americano NBC Sports.


Mythic Quest


A segunda temporada de “Mythic Quest” marca o fim da quarentena e o retorno de todos (ou quase todos) ao escritório. A equipe quer aproveitar o sucesso de Raven’s Banquet para lançar uma nova expansão épica, mas Ian (Rob McElhenney) e Poppy (Charlotte Nicdao), recém-promovida a codiretora de criação, enfrentam dificuldades para dar uma direção ao jogo. Enquanto isso, C.W. (F. Murray Abraham) faz as pazes com questões não resolvidas de seu passado, as testadoras (Ashly Burch e Imani Hakim) experimentam os limites de um romance de escritório e David (David Hornsby) perde mais uma mulher em sua vida quando Jo (Jessie Ennis) o deixa para ajudar Brad (Danny Pudi).


Criada por Rob McElhenney, Charlie Day e Megan Ganz, “Mythic Quest” tem produção executiva de McElhenney e Day (RCG), Michael Rotenberg e Nicholas Frenkel (3 Arts), Jason Altman, Danielle Kreinik e Gérard Guillemot (Ubisoft Film & Television). David Hornsby e Megan Ganz também são produtores executivos. A série foi produzida para o Apple TV+ pela Lionsgate, 3 Arts Entertainment e Ubisoft.


Billie Eilish: The World’s a Little Blurry


“Billie Eilish: The World’s A Little Blurry” conta a história verídica de amadurecimento da cantora e compositora e sua ascensão ao estrelato mundial. Este documentário traz um olhar profundamente íntimo sobre a extraordinária adolescente de apenas 17 anos. O premiado cineasta R.J. Cutler acompanha a artista em turnê, no palco e em casa com sua família, enquanto escreve, grava e lança seu álbum de estreia “WHEN WE ALL FALL ASLEEP, WHERE DO WE GO?”. “Billie Eilish: The World’s A Little Blurry” é um filme Apple Original produzido em associação com a Interscope Films, The Darkroom, This Machine e Lighthouse Management & Media.


Boys State


Uma história de amadurecimento político, “Boys State” é uma jornada em prol da democracia norte-americana com um rito de passagem anual em que mil jovens garotos do Texas se juntam para simular a formação de um governo representativo. Em um encontro de ideais generosos e golpes baixos, quatro garotos com histórias e opiniões políticas diferentes enfrentam o desafio de organizar partidos políticos, chegar a um consenso e fazer uma campanha eleitoral. Em meio a ameaças de impeachment, debates intensos e até mesmo memes perniciosos da internet, “Boys State” retrata as reviravoltas dessas histórias em comum, revelando verdades profundas sobre nossas escolhas políticas e obrigações civis, expondo as falhas políticas estaduais do Texas e nacionais, e nos lembrando que, no fim das contas, a democracia requer atitude. “Boys State” é uma produção da Mile End Films apresentada pela Concordia Studio. Laurene Powell Jobs, Davis Guggenheim, Jonathan Silberberg e Nicole Stott são produtores executivos.


Central Park


“Central Park” é uma divertida animação musical sobre os Tillermans, uma família que mora no Central Park. Owen, o gerente do parque, e Paige, sua esposa jornalista, se dividem entre criar seus filhos Molly e Cole no parque mais famoso do mundo e se defender de Bitsy Brandenham, e Helen, a herdeira de um hotel e sua sofredora assistente de longa data, que sonham em transformar o parque em condomínios. “Central Park” foi criada, escrita e produzida pela vencedora do Emmy Loren Bouchard (“Bob’s Burgers”), juntamente do vencedor do Grammy Josh Gad (“Frozen”) e da vencedora do Emmy Nora Smith (“Bob’s Burgers”). Sanjay Shah e Halsted Sullivan também são produtores executivos. Série originalmente da 20th Century Fox Television.


Bruce Springsteen: Letter to You


“Bruce Springsteen: Letter to You” mostra a gravação completa do novo álbum de Bruce Springsteen, “Letter To You”, ao vivo com a banda E Street Band, e inclui as gravações finais de 10 faixas originais do novo disco. Escrito por Bruce Springsteen e dirigido por Thom Zimny (“Western Stars”, “The Gift: The Journey of Johnny Cash”, “Springsteen on Broadway”), seu colaborador em vários projetos, o filme é um tributo à E Street Band, ao rock e ao papel que a música tem na vida de Springsteen.


O Natal Mágico de Mariah Carey


O Polo Norte enfrenta uma crise em razão da falta de comemorações pela chegada do Natal. Mas se tem uma pessoa que pode salvar esse dia especial é a grande amiga do Papai Noel, Mariah Carey. Com apresentações musicais, danças dinâmicas e animações inovadoras, a rainha do Natal entra em ação para criar um feriado espetacular e levar alegria ao mundo todo.


Mariah Carey, Ian Stewart, Raj Kapoor e Ashley Edens são produtores executivos de “O Natal Mágico de Mariah Carey” pela Done + Dusted. O vencedor do BAFTA, Hamish Hamilton, e o indicado ao Oscar e vencedor do Globo de Ouro, Roman Coppola, são diretores e produtores executivos do especial, escrito por Caroline Fox.


Servant


A segunda temporada de “Servant” dá uma virada sobrenatural com um futuro sombrio à espera de todos, enquanto Leanne (Nell Tiger Free) retorna à casa e sua verdadeira natureza é revelada. “Servant” foi criada pelo produtor executivo e escritor indicado ao BAFTA, Tony Basgallop. Ashwin Rajan, Jason Blumenthal, Todd Black, Steve Tisch, Taylor Latham e Patrick Markey também atuam como produtores executivos ao lado de Shyamalan e Basgallop.


The Year Earth Changed


“The Year Earth Changed” apresenta filmagens exclusivas realizadas no mundo todo após um ano sem precedentes. Este documentário especial oportuno não só retrata uma nova perspectiva sobre o lockdown, como também mostra muitos aspectos positivos que surgiram a partir dele. Pode-se ouvir o canto dos pássaros nas cidades silenciosas, ver baleias na baía dos Glaciares e encontrar capivaras em bairros residenciais da América do Sul. Pessoas de todo o mundo tiveram a chance de estabelecer novos contatos com a natureza. Neste documentário especial, os telespectadores verão como pequenas mudanças no comportamento humano podem ter um impacto profundo na natureza, como reduzir o tráfego de cruzeiros, fechar praias alguns dias por ano e identificar formas de coexistência harmoniosa entre humanos e a vida selvagem. O documentário, com narração de David Attenborough, é uma mensagem de amor ao planeta Terra, com foco em mostrar que a resiliência e a recuperação da natureza podem trazer esperança para o futuro.



Sobre o Apple TV+


O Apple TV+ está disponível no app Apple TV em mais de 100 países e regiões, em mais de um bilhão de telas, incluindo o iPhone, iPad, Apple TV, Mac, algumas Smart TVs Samsung, LG, Sony, VIZIO, TCL e outras, aparelhos Amazon Fire TV e Roku, Chromecast com Google TV, consoles PlayStation e Xbox e online em tv.apple.com/br, por R$ 9,90 ao mês com um período de teste gratuito de sete dias. Por um período limitado, os clientes que comprarem um novo iPhone, iPad, Apple TV, Mac ou iPod touch terão direito a três meses de acesso gratuito ao Apple TV+.

Fonte: Apple

23/07/2021 - 0h11