top of page
  • Rafael de Angeli

Apple anuncia segunda geração do HomePod com sensor de temperatura e umidade, chip S7 e mais

Um novo sensor no HomePod pode medir temperatura e umidade em ambientes internos. O recurso, conforme rumores de março de 2021, também está sendo liberado, via software, para o HomePod mini já existente, lançado em outubro de 2020.


A Apple anunciou hoje um HomePod em tamanho original de segunda geração, disponível em pré-venda por US$ 299 nos EUA, nas cores branca e meia-noite. As vendas começam na sexta-feira, 3 de fevereiro, em países selecionados.


O HomePod de segunda geração apresenta um design praticamente idêntico ao HomePod de tamanho original que foi descontinuado em março de 2021, com uma superfície de toque retroiluminada e exterior em tecido de malha. Possui um woofer de alta excursão de quatro polegadas, cinco tweeters, quatro microfones, chip S7 para áudio computacional, chip U1 para recursos de banda ultralarga, como transferência de música de um iPhone e suporte para áudio espacial com Dolby Atmos. O alto-falante também possui integração com a Siri e suporte Matter para HomeKit e outros acessórios domésticos inteligentes.


O novo HomePod tem 168 mm de altura e pesa 2,3 kg, em comparação com 172 mm e 2,5 kg do modelo de primeira geração, enquanto ambos os modelos têm 142 mm de largura. O novo HomePod também tem dois tweeters e microfones a menos em comparação com o modelo original lançado em 2018, que vinha equipado com o chip A8 do iPhone 6, enquanto o novo modelo traz o chip S7 do Apple Watch Series 7.



Um novo sensor no HomePod pode medir temperatura e umidade em ambientes internos. O recurso, conforme rumores de março de 2021, também está sendo liberado via software no HomePod mini já existente, lançado em outubro de 2020.


A Apple expandirá seu recurso de reconhecimento de som para o novo HomePod com uma atualização de software ainda no primeiro semestre de 2023, permitindo que o alto-falante ouça alarmes de fumaça e monóxido de carbono e envie uma notificação diretamente para o iPhone do usuário se um som for identificado.


Dois novos HomePods de segunda geração podem ser emparelhados para um som estéreo, mas um HomePod de segunda geração e um HomePod de primeira geração não funcionarão para este objetivo.



No lançamento, o novo HomePod estará disponível nos Estados Unidos, Austrália, Canadá, China, França, Alemanha, Itália, Japão, Espanha, Reino Unido e outros 11 países, de acordo com a Apple. Ele é compatível com o iPhone 8 e posterior, qualquer iPad Pro, iPad de quinta geração e posterior, iPad Air de terceira geração e posterior e iPad mini de quinta geração e posterior com iOS 16.3 ou iPadOS 16.3 ou posterior. Como estes sistemas operacionais ainda não foram lançados, devem ser liberados para todos os usuários antes do dia do lançamento do novo produto, programado para 3 de fevereiro.


Greg Joswiak, chefe de marketing da Apple:


"Aproveitando nossa experiência e inovações em áudio, o novo HomePod oferece graves ricos e profundos, médios naturais e agudos nítidos e detalhados. Com a popularidade do HomePod mini, vimos um interesse crescente em uma acústica ainda mais poderosa alcançável em um HomePod maior. Estamos entusiasmados em trazer a próxima geração de HomePod para clientes em todo o mundo".

Em 2018, o HomePod original era vendido por US$ 349 nos Estados Unidos. Em abril de 2019, devido às vendas fracas, a gigante de Cupertino reduziu seu preço para US$ 299 em suas lojas na América, mesmo preço do novo produto de segunda geração lançado hoje.



A Apple continua vendendo o HomePod mini por US$ 99 nos EUA e, após cinco anos, desde o lançamento do primeiro HomePod, em 2018, o produto ainda não é comercializado no Brasil, pois a Siri da caixa de som inteligente da Maçã ainda não fala português.


Sacanagem, hein, Apple?!




Fonte: Apple

18/01/2023 - 17h14

bottom of page