top of page
  • Rafael de Angeli

Apple anuncia mudanças na App Store, incluindo preços de aplicativos de até R$ 60 mil

A Apple anunciou que está fornecendo aos desenvolvedores 700 opções adicionais de preços para aplicativos da App Store, permitindo que os aplicativos tenham valores tão baixos quanto US$ 0,29 (R$ 0,90) ou até US$ 10.000 (R$ 59.999).


Os desenvolvedores que desejam definir o preço de seu aplicativo acima de US$ 1.000 devem enviar uma solicitação à Apple para ajudar a impedir que apps caros sem sentido sejam lançados na App Store.


No total, os desenvolvedores poderão selecionar entre 900 opções de preço, com os 100 pontos mais altos disponíveis somente mediante solicitação. As novas opções aumentarão gradualmente, incluindo a cada US$ 0,10 até US$ 10 nos EUA (ou R$0,50 até R$50 no Brasil), a cada US$ 0,50 entre US$ 10 e US$ 50 (a cada R$1 entre R$0,90 e R$200) e assim por diante. Finais de valores arredondados também estarão disponíveis (como US$ 0,90 ou US$ 1,00), juntamente com preços que começam com dois dígitos repetidos (como ₩ 110.000 na Coreia do Sul).



Em agosto de 2021, a Apple prometeu que expandiria o número de preços da App Store como parte de um acordo de US$ 100 milhões com os desenvolvedores.


A Apple também está tornando mais fácil para os desenvolvedores gerenciar as mudanças nas taxas de câmbio, permitindo que escolham sua vitrine preferida como base para a geração automática de valores nas outras 174 vitrines e 44 moedas da App Store. Por exemplo, a Apple diz que um desenvolvedor de jogos japonês que recebe a maior parte de seus negócios de clientes japoneses pode definir um preço para a loja no Japão e ter seus valores fora do país atualizados automaticamente à medida que as taxas de câmbio e impostos mudam em todo o mundo. Os desenvolvedores ainda poderão definir preços por vitrine, se desejarem.


A Apple diz que os novos valores e a opção de gerenciamento de taxa de câmbio já estão disponíveis para aplicativos que oferecem assinaturas auto-renováveis e, para todos os outros aplicativos e compras nos apps, serão disponibilizados na "primavera de 2023".



A Apple atualiza periodicamente os preços em determinadas regiões da App Store com base nas alterações nas taxas de câmbio e impostos. A partir de 2023, a empresa diz que os desenvolvedores com aplicativos pagos e compras nos apps poderão definir o valor do território local, que não será afetado por esses ajustes automáticos de preço a partir desse ponto.



Fonte: Apple

9/12/2022 - 16h25

bottom of page