• Edson Pieczarka Jr (Teco)

Como a função 'não perturbe ao dirigir' do iOS pode evitar acidentes (tutorial)

O Conselho Nacional de Segurança em Transportes da Califórnia, nos Estados Unidos, disse, na terça-feira, 25 de fevereiro, que o sistema de assistência ao motorista do Tesla é uma das causas prováveis ​​de um acidente fatal, em 2018, em uma barreira de concreto. Além disso, o conselho afirmou que o motorista estava jogando um game móvel enquanto usava o piloto automático antes do acidente. Os investigadores também determinaram que ele estava excessivamente confiante nas capacidades do piloto automático.


Tesla de Walter Huang (KTVU-TV/AP)

O CNST compartilhou suas descobertas no final de uma audiência de três horas na terça-feira, onde os membros do conselho contestaram a Tesla para mitigar o uso indevido do Autopilot, a abordagem frouxa da Administração Nacional de Segurança Rodoviária da Califórnia em regular a tecnologia de automação parcial e a Apple, empregadora do motorista Walter Huang, por não ter uma política de distração na direção (Huang estava jogando em um iPhone fornecido pela empresa).


“Nesse acidente, vimos uma dependência excessiva da tecnologia, vimos distrações, vimos falta de políticas que proíbem o uso de telefones celulares enquanto dirigimos e vimos falhas de infraestrutura que, quando combinadas, levaram a uma perda trágica”, presidente do CNST, Robert Sumwalt, disse no final da audiência na terça-feira.

No lado distraído da direção, o CNST recomendou que a Apple adotasse uma política que proíba o uso não emergencial de smartphones e tablets em veículos de propriedade da empresa ou enquanto trabalha na empresa. E pediu à Administração de Segurança e Saúde Ocupacional que ajude a aumentar a conscientização dos empregadores sobre os perigos da condução distraída e a intervir quando os empregadores não cumpram. A diretoria também recomendou que os fabricantes de smartphones desenvolvessem melhores modos de "não perturbe ao dirigir" que "desativem automaticamente qualquer função que distraia o motorista quando um veículo estiver em movimento" (mas permita que o dispositivo seja usado em caso de emergência) e a configuração padrão.


Com base nesta notícia, vem à nossa mente: como a função 'Não perturbe ao dirigir', do iOS, poderia influenciar positivamente para que o final dessa história não fosse trágica?



O iOS tem um sistema que desativa muitos recursos enquanto dirige, mas um membro do conselho do CNST, Thomas Chapman, disse que "francamente não sabia que eu tinha essa opção no meu telefone". Essa seria uma das primeiras mudanças que a função poderia trazer: ser ativada por padrão. Fica claro, aqui, que essa função poderia ser ativada sem necessidade para motoristas ou para passageiros, mas o fato é que isso tem, por objetivo, instruir os usuários que a função existe, de fato, e que o recurso pode salvar vidas.


Caso o usuário ative essa função, a desativação dela é muito simples e, após desativado, o aparelho fica totalmente liberado. Uma segunda mudança que poderia ser implementada é a desativação em etapas, na qual o usuário poderia, em um primeiro momento, apenas liberar para funções básicas de emergência. E caso ainda queira, só depois liberar totalmente o dispositivo. Isso inibiria um pouco mais o uso casual do iPhone ou do iPad quando o modo estiver ativado.


Os dispositivos da Apple hoje contam com recursos avançados de medição, como acelerômetros e GPS. Com base nos parâmetros retornados por esses recursos, é possível saber a velocidade do usuário. Uma terceira melhoria seria a opção do dispositivo obrigar a diminuição da velocidade para que só, então, fosse desativado.


Poderiam existir inúmeras melhorias à função atual, e acreditamos que, por mais que possam ser inconvenientes, mesmo assim poderiam salvar vidas em casos extremos. Sabemos que o Código Brasileiro de Trânsito proíbe expressamente o uso de aparelho celular enquanto se dirige e, pelo fato dessa lei existir, e os inúmeros acidentes que são relatados diariamente por conta do uso de celular na direção, não há dúvidas de que o recurso deveria ser mais rígido para, no mínimo, não doer no bolso dos motoristas.


Dica: ative o “Não Perturbe ao Dirigir” no iPhone


Não Perturbe ao Dirigir ajuda você a se concentrar na direção. Ao ativá-lo, as mensagens de texto e outras notificações são silenciadas ou limitadas. Você pode pedir à Siri para ler as respostas para que não tenha que olhar para o iPhone. As ligações recebidas são permitidas apenas quando o iPhone está conectado ao CarPlay (um sistema bluetooth de carros), um acessório handsfree ou quando você usa os ajustes do Não Perturbe para permitir certas ligações.


  1. Abra Ajustes > Não Perturbe.

  2. Role para baixo e toque em Ativar.

  3. Escolha quando você deseja que o “Não Perturbe ao Dirigir” seja ativado.

  • Automaticamente: quando o iPhone detectar que você pode estar dirigindo.

  • Quando Conectado ao Bluetooth: quando o iPhone estiver conectado ao sistema bluetooth de um carro.

  • Manualmente: quando você ativá-lo na Central de Controle.

  • Ativar com CarPlay: automaticamente quando o iPhone estiver conectado ao CarPlay.


Para adicionar o Não Perturbe ao Dirigir à Central de Controle, acesse Ajustes > Central de Controle > Personalizar Controles e toque em [+] ao lado de “Não Perturbe ao Dirigir”.

E você? O que acha sobre essa função? Você usa? Acha que pode melhorar? Deixe sua opinião nos comentários!

NewsOnApple_Site_vertical.png
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Youtube
  • Apple Podcasts
  • Spotify
  • Deezer
  • Google_Podcasts_Logo_2


ASSINE NOSSA NEWSLETTER

2019-2020 © News On Apple. Todos os direitos reservados.