• Rafael de Angeli

Apple ajuda a arrecadar mais de R$ 1,53 bilhão nos quinze anos de luta contra a AIDS com a (RED)

No mês de luta contra a AIDS, a Apple oferece novas maneiras de apoiar a (RED) no trabalho essencial de combate ao HIV/AIDS e à COVID-19.


Durante os últimos 15 anos, os clientes da Apple tiveram um papel fundamental na luta da (RED) para erradicar a AIDS com o apoio do Fundo Global, que oferece acesso essencial a serviços de saúde nas comunidades que mais precisam de ajuda na região da África Subsaariana. Com o enorme impacto que a COVID-19 continua a causar em comunidades do mundo todo, incluindo as pessoas que vivem com HIV, a luta para acabar com a pandemia é mais urgente que nunca.


Para comemorar o Dia Mundial de Luta contra a AIDS, ocorrido em 1º de dezembro, a Apple oferece aos clientes novas maneiras de aprender, se engajar e doar, para arrecadar fundos e conscientizar o público a ajudar as pessoas na linha de frente tanto do combate à AIDS quanto à COVID-19.


Desde 2006, os clientes da Apple ajudaram a arrecadar quase US$ 270 milhões (aproximadamente R$ 1,53 bilhão) para financiar campanhas de prevenção, testes e serviços de orientação para as pessoas afetadas pelo HIV/AIDS. As doações apoiadas pela Apple garantiram assistência e suporte a mais de 11 milhões de pessoas, forneceram mais de 192 milhões de testes de HIV e permitiram acesso a tratamento com medicamentos antirretrovirais a mais de 13,8 milhões de pessoas. Só em 2020, o apoio da Apple à (RED) ajudou a evitar que mais de 145.000 mães HIV-positivas passassem o vírus para seus bebês.



Com o apoio da Apple, a (RED) expandiu o escopo da sua ação para oferecer serviços e suporte adicionais e ajudar comunidades vulneráveis que sofrem de forma desproporcional com a pandemia da COVID-19. Nos últimos 18 meses, a COVID-19 gerou novos desafios no acesso à assistência, diagnósticos e suprimentos, muitas vezes sobrecarregando ainda mais programas essenciais de combate ao HIV/AIDS. Para enfrentar esses desafios, a Apple foi uma das primeiras empresas a mudar o foco e as contribuições para o Fundo Global de combate à COVID-19.


Com o redirecionamento das doações ao Fundo Global de combate à COVID-19 logo no início da pandemia, os clientes da Apple puderam ajudar a custear a redução do impacto da COVID-19 em programas já existente de combate ao HIV/AIDS. Na Zâmbia, clínicas locais puderam comprar motocicletas para entregar medicamentos essenciais para o tratamento do HIV a comunidades locais quando visitas presenciais foram proibidas devido à COVID-19. Este ano, o suporte da Apple e de seus clientes ajudou a custear programas em Gana. Os profissionais de serviços médicos receberam os recursos necessários para obter suprimentos em lote e fazer entregas que durassem vários meses a pessoas em situação de maior risco, minimizando possíveis infecções pelo vírus.



Esforços para erradicar o HIV, a AIDS e a COVID-19


Este ano, a Apple está oferecendo mais maneiras para os clientes apoiarem a (RED) e seu trabalho fundamental por meio de aparelhos e acessórios (PRODUCT)RED, um programa de doações pelo Apple Pay e doações voltadas a serviços especiais.


A Apple ofereceu uma enorme variedade de novos produtos e acessórios (PRODUCT)RED para o Natal, incluindo o iPhone 13 (PRODUCT)RED, o iPhone 13 mini (PRODUCT)RED e o Apple Watch Series 7 (PRODUCT)RED. Parte da receita proveniente da venda de cada (PRODUCT)RED é repassada diretamente ao Fundo Global para o combate à AIDS. Até o final do ano que vem, metade da receita elegível das vendas de (PRODUCT)RED será redirecionada ao Fundo Global de combate à COVID-19 para mitigar o impacto da COVID-19 na luta para erradicar a AIDS.



De 1º até o dia 6 de dezembro, a Apple doou US$ 1 ao Fundo Global para cada compra realizada com o Apple Pay no site apple.com, no app Apple Store ou em uma Apple Store física. Cada doação ajuda a (RED) a financiar o combate à AIDS e à COVID-19.


Desde 1º de dezembro, os usuários do Apple Watch podem mostrar seu apoio à ação da (RED) direto no pulso, selecionando um dos seis mostradores vermelhos para Apple Watch disponíveis para download em www.apple.com/br/product-red/. Depois de baixados, esses mostradores podem ser compartilhados com outros usuários do Apple Watch usando o recurso Compartilhamento de mostradores. Os mostradores combinam com a nova caixa de alumínio do Apple Watch Series 7 PRODUCT(RED), feita com liga de alumínio aeroespacial 100% reciclado, e com as pulseiras loop solo trançada, esportiva e loop esportiva PRODUCT(RED).



Conscientização para o grande público


Para aumentar a visibilidade do Dia Mundial de Luta contra a AIDS e dos esforços contínuos para a erradicação do HIV/AIDS, centenas de Apple Stores marcando a semana com logotipos ou vitrines vermelhos.


Em todos os serviços Apple, a empresa também oferece diversos materiais para que os clientes possam se informar sobre a pandemia e homenagear aqueles que tiveram suas vidas afetadas. A App Store colocou em destaque o Positive Singles, um app de encontros inclusivo que conecta pessoas solteiras que vivem com HIV/AIDS e outras doenças sexualmente transmissíveis. O app também oferece dicas e recursos para pessoas diagnosticadas recentemente e que estão em busca de informações úteis.



Nos EUA, o Apple Books apresentou coleções de livros e audiolivros, incluindo não-ficção sobre a luta global contra a HIV/AIDS e ficção do mundo todo.



O Apple Podcasts trouxe programas com análises do estado da crise global da AIDS, incluindo episódios que investigam como o racismo inibe o acesso à assistência de qualidade, descrevem as maiores novidades em medicina preventiva e como a assistência tem sido distribuída de maneira desigual, e explicam por que uma cura ainda não foi encontrada. No Apple Music, os assinantes podem ouvir playlists selecionadas, programas de rádio e muito mais na apresentação especial do Apple Music em apoio ao Dia Mundial de Luta contra a AIDS. E, no app Apple TV, os usuários podem explorar uma fascinante coleção de programas de TV e filmes na aba Assistir Agora que revelam o custo humano da epidemia de HIV/AIDS.

Fonte: Apple

26/12/2021 - 3h38