• Edson Pieczarka Jr (Teco)

A Apple pode cancelar a WWDC 2020?

A conferência anual de desenvolvedores da Apple, a WWDC (World Wide Developer Conference), geralmente acontece no início de junho. O Facebook, a Microsoft e o Google já cancelaram grandes conferências diante da disseminação do coronavírus, e agora só falta saber qual será a decisão da Maçã diante desse grande problema.



A Apple anunciou a WWDC em meados de abril nos últimos anos, então a empresa ainda tem tempo para assistir a propagação do vírus e chegar a uma decisão final. Mas está ficando claro que estamos entrando em um período em que viagens internacionais e grandes grupos de pessoas em espaços pequenos são seriamente contra-indicados.


A disseminação mundial de um novo vírus geralmente não se esgota em alguns meses, e é por isso que é provável que a empresa precise encontrar uma alternativa para uma enorme festa com milhares de desenvolvedores (e muitos funcionários importantes da Apple) em San Jose, Califórnia, nos Estados Unidos. Então, se a WWDC como a conhecemos é improvável, o que poderá acontecer?


Por que os cancelamentos são importantes


Vamos liderar com o óbvio: não somos médicos e nem epidemiologistas. Mas é claro que esse vírus está se espalhando pelo mundo rapidamente. Como Ben Thompson, da Stratechery, apontou esta semana, embora pareça que esse vírus pode não ser tão fatal quanto se pensava inicialmente, é altamente transmissível e tende a levar muitas pessoas ao hospital com sintomas graves.


Como resultado, talvez o melhor motivo para cancelar as conferências não seja parar a propagação do vírus, mas retardá-la, porque nossa infraestrutura de saúde existente estará sob intensa pressão e, se ocorrer um grande aumento de pacientes, os hospitais irão ser afetados. Muitas pessoas vão pegar o vírus independentemente, mas quanto mais reduzirmos a velocidade da disseminação, melhor nossa infraestrutura de saúde poderá reagir e cuidar dos pacientes.


O que a Apple pode fazer


Se você acompanha regularmente a WWDC, talvez não tenha percebido, mas nos últimos anos a Apple realmente transformou o evento, que era de portas fechadas, para outro que ocorre ao vivo na Internet. Muitas, ou a maioria das sessões, são transmitidas ao vivo com versões arquivadas disponíveis no aplicativo WWDC para desenvolvedores. O conteúdo da sessão da conferência poderia acontecer em alguns estúdios do Apple Park, sem a necessidade de um grande grupo reunido.


Em termos da Keynote (evento de abertura), a Apple tem várias opções. Ele pode convidar um pequeno número de pessoas para um evento de mídia ao vivo no Steve Jobs Theatre - possivelmente com exames de saúde para os participantes - e fazer seus principais anúncios da WWDC da mesma maneira que divulga o novo iPhone todos os anos. Não é possível imaginar a Apple fazendo uma palestra sem um público de estúdio ao vivo de algum tipo, mas é possível que isso possa limitar ainda mais a lista de convidados, talvez apenas para os funcionários da empresa. Certamente fornecerão os aplausos necessários. 😉


O que resta da WWDC, no entanto, são as conexões (o networking). Com cada sessão transmitida on-line, o valor de ir para San Jose se transforma no networking com outras pessoas. A Apple oferece "sessões de laboratório", os Labs, que permitem que os desenvolvedores se conectem com os principais engenheiros da Maçã. Isso é muito importante, de longe, a melhor coisa que acontece na conferência. Durante o resto do ano, como desenvolvedor, você pode registrar relatórios de bugs sobre o que está causando problemas no seu aplicativo, mas na WWDC você pode literalmente sentar com o engenheiro da Apple, responsável por esse recurso, e explicar o motivo. Fora minha experiência na conferência, não posso contar quantas histórias ouvi de outros desenvolvedores sobre a importância de entrar em contato com as pessoas da Apple que afetam o destino de seus softwares.



Os Labs serão difíceis de replicar, mas acho que a Apple precisa tentar. Talvez possa haver uma maneira de se inscrever para o "horário comercial" com os funcionários da Maçã em determinadas categorias, nas quais você conseguiria um horário para uma chamada através do FaceTime. Talvez possa haver sessões de perguntas e respostas ao vivo em que os principais membros de várias equipes da Apple respondam a perguntas de um público on-line de desenvolvedores. Criar uma maneira dos desenvolvedores passarem tempo com o pessoal da Apple, sem sobrecarregá-los, será difícil, mas é de vital importância.


E, quem sabe, talvez esse evento possa levar a alguma mudança cultural dentro da empresa. Se a Maçã criar um sistema que permita que os desenvolvedores tenham tempo com os funcionários da Apple sem fazer a jornada para San Jose, talvez ele possa ser usado de outras maneiras para facilitar o lançamento de novas tecnologias e ajudar os desenvolvedores que não podem participar de conferências caras.


Todo o resto muda


A WWDC se tornou o principal evento do calendário da comunidade Apple, uma reunião social que inclui podcasts ao vivo, conferências adjuntas e muito mais. Será uma pena se perdermos tudo isso. E não tenho certeza de que algo possa substituí-la. Em vez disso, a conferência deixará de ser como uma reunião de uma semana de uma comunidade para se sentir como um outro evento de mídia da Apple. Os podcasts que você ouvir, cobrirão isso, mas, de longe, será algo semelhante. Sem contar as festas que não vão acontecer.


Mas aqui está a verdade: para a maioria das pessoas, não será diferente. A maioria na comunidade Apple nunca vai à WWDC. Claro, eles sentirão falta de experimentá-la indiretamente, mas supondo que a empresa ainda anuncie as novas versões de seus sistemas operacionais, toda a mídia ainda o cubrirá com toda a sua energia.


Por fim, tenho que me perguntar: houve rumores de que a Apple realizará um evento de mídia no final de março para anunciar novos produtos. A grande questão é se a Maçã ainda deseja hospedar um grande grupo de mídias no Apple Park enquanto esse vírus está se espalhando. Supondo que os novos produtos possam ser produzidos em tempo, dadas as interrupções da cadeia de suprimentos na China, seria possível que a Apple desligasse qualquer evento da mídia e faça um anúncio por meio de comunicado à imprensa, como fizeram quando o MacBook Pro de 16 polegadas anunciado no outono passado?


O fato é que a Maçã pode ser destaque quando quiser. Ela pode anunciar por meio de uma transmissão ao vivo do interior do Apple Park, sem nenhum membro da imprensa local e/ou pode resumir a seleção de jornalistas. Os anúncios da Apple ainda serão as últimas notícias, mesmo que a empresa precise ajustar a maneira como os faz.


Se o evento pessoal da WWDC for cancelado, não será um preço muito alto a pagar para ajudar a retardar a propagação desse vírus e poupar o estresse de nossa infraestrutura médica. E a Apple ainda será capaz de transmitir sua mensagem, independentemente.

NewsOnApple_Site_vertical.png
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Youtube
  • Apple Podcasts
  • Spotify
  • Deezer
  • Google_Podcasts_Logo_2


ASSINE NOSSA NEWSLETTER

2019-2020 © News On Apple. Todos os direitos reservados.