top of page
  • Foto do escritorMarcelo Dada

Kuo: produção em massa do chip M3 com arquitetura de 3 nanômetros terá início ainda em 2023

Segundo o renomado analista e leaker Ming-Chi Kuo, a Apple estaria finalizando a confecção de seu novo chip M3 e pretende iniciar uma produção em massa ainda no segundo semestre de 2023.

Imagem: Reprodução/9to5Mac

Em um tweet, Kuo disse que a produção do chip M3 começará "um pouco à frente" do chip M3 Pro e M3 Max. A Apple deve usar o chip M3 para futuros modelos do MacBook Air de 13 polegadas, do MacBook Pro de 13 polegadas, do iMac e do Mac mini, enquanto os chips M3 Pro e M3 Max de última geração são destinados aos próximos modelos de MacBook Pro de 14 e 16 polegadas, que Mark Gurman, da Bloomberg, espera que sejam lançados no primeiro semestre de 2024.



O chip M3 será baseado em uma arquitetura de 3 nanômetros e terá um número maior de núcleos e maior capacidade de processamento de dados. Isso deverá resultar em um desempenho ainda mais rápido e eficiente, permitindo que os usuários realizem tarefas mais exigentes sem comprometer a performance do computador.



Para entendermos a importância do M3, é preciso primeiro compreendermos um pouco sobre a estratégia da Apple em relação aos seus chips. Desde 2020, a gigante de Cupertino começou a substituir os antigos processadores Intel por seus próprios chips Apple Silicon baseados na arquitetura ARM. Essa mudança permitiu que a empresa tivesse um melhor controle sobre o hardware e o software dos seus computadores, resultando em um melhor desempenho e maior eficiência energética.

O primeiro chip, M1, lançado inicialmente em dispositivos como o MacBook Air, MacBook Pro, iMac e Mac mini, trouxe uma melhoria significativa em relação aos processadores Intel que eram utilizados nos Macs, permitindo que os usuários realizassem tarefas com mais rapidez e eficiência. Os chips M1 receberam atualizações, o M1 Pro e M1 Max e, mais tarde, o M1 Ultra.


Em um intervalo considerado plausível para os consumidores e para o lançamento de tecnologia de processamento de uma maneira geral, a Maçã anunciou o chip M2 na WWDC de 2022 e, no mesmo ano, lançou MacBook Air, MacBook Pro de 13 polegadas, iPads e Mac mini equipados com o chip M2.



Mais recentemente, a empresa atualizou o chip M2 com o lançamento dos chips M2 Pro (para MacBooks Pro de 14 e 16 polegadas, além de serem opcionais para o Mac mini) e dos chips M2 Max (para MacBooks Pro de 14 e 16 polegadas). É importante lembrar que a gigante de Cupertino ainda não anunciou ou lançou o esperado Mac Pro equipado com um chip Apple Silicon e também não fez uma atualização em seus iMacs, que contam com o chip M1, antes mesmo de, conforme rumorado por Kuo, se debruçar na produção de um novo chip M3.

Para entender melhor, o que se esperava com o lançamento do chip M2 ainda quando era apenas rumorado, era a própria litografia de 3 nanômetros, uma fabricação encarada como um desafio por problemas na cadeia de suprimentos à época de seu anúncio. Talvez seja esse o motivo de uma produção tão rápida em relação ao chip M3, pois os aficcionados em tecnologia acreditam que a Apple poderia levar o desempenho dos seus computadores a um novo patamar. Tarefas que antes eram demoradas ou exigiam muito processamento de um chip Intel, como edição de vídeo ou renderização 3D, deverão se tornar ainda mais rápidas e fluidas.



Em relação ao rumorado e já esperado MacBook Air de 15 polegadas, Kuo disse que o laptop será equipado com chip M2. Em junho de 2022, o analista havia previsto que o modelo de 15 polegadas também estaria disponível com chip M2 Pro, mas o leaker agora afirma que já não espera mais por essa configuração.

A principal conclusão das informações mais recentes de Kuo é que os primeiros Macs com chip M3 provavelmente ainda estão a meses do lançamento. Isso pode fazer sentido quando se resgata exatamete o fato de que a Apple mencionou não ter "esquecido" do Mac Pro e de que há rumores sobre um chip M2 Ultra, sendo, portanto, provável que a Maçã termine o lançamento da série de chips M2 antes de anunciar o chip M3.



Fontes: MacRumors, 9to5Mac, Twitter e Bloomberg

26/4/2023 - 15h03

Kommentare


bottom of page